terça-feira, 31 de janeiro de 2012

JACAREÍ:APARIÇÕES QUE SE PROLONGAM POR QUASE 21 ANOS!!!



Desde 7 de fevereiro de 1.991, Nosso Senhor, Nossa Senhora,São José,os Santos,os anjos e o Espírito Santo; vem aparecendo diariamente, em Jacareí( São Paulo-Brasil ), às 18:30hs ( horário de Brasília ).

Jacareí fica a 80 Km de São Paulo, entre a Capital e a cidade de Aparecida, no vale do Paraíba. Utiliza-se a Via Dutra ou a Trabalhadores para chegar até lá.

Maria Santíssima se apresenta como Rainha e Mensageira da Paz e faz um último apelo à conversão, através de um jovem, Marcos Tadeu Teixeira, que no início das Aparições tinha 13 anos apenas.

Ele foi agraciado com muitas Aparições, visões, dores da Paixão de Jesus, de Nossa Senhora; dons de clarividência; profecias; exalação de óleo perfumado das imagens ; às suas orações os possessos foram libertados do demônio e muitos doentes foram curados.

São as mais intensas Aparições da história de nosso país, e Nossa Senhora afirma que essas são as últimas Aparições para a humanidade.

Em preparação para a comemoração dos 21 anos de graças ,vamos rezar uma oração ensinada pela própria Nossa Senhora,pedindo pelas intenções DELA.

O Oração da Setena ensinada e pedida por Nossa Senhora em Jacareí trata-se de sete dias de oração iniciando-se todo dia 1º de cada mês e finalizando ao 7º dia do mês. Durante estes dias são rezados os terços que Nossa Senhora ensinou em suas Aparições em Jacareí conhecidos como 7 terços juntamente com a meditação das Mensagens.

O Vidente Marcos Tadeu , gravou a oração da Setena em Cd para que possamos rezá-la frutuosamente como deseja a Santíssima Virgem. Estes Cds de oração podem ser adquiridos no Santuário das Aparições de Jacareí ou pelo telefone do Santuário (0xx12)9701-2427.


5ª SETENA-1º e 2º DIA





5ª SETENA - 3º e 4º DIA




5ª SETENA - 5º e 6º DIA




5ª SETENA -7º DIA

segunda-feira, 30 de janeiro de 2012

DIA 31 DE JANEIRO - DIA DE SÃO JOÃO BOSCO,FUNDADOR DOS SALESIANOS.




São João Bosco nasceu no Colle dos Becchi, no Piemonte, Itália, uma localidade junto de Castelnuovo de Asti (agora chama-se Castelnuovo Dom Bosco) a 16 de agosto de 1815. Era filho de humilde família de camponeses. Órfão de pai aos dois anos, viveu sua mocidade e fez os primeiros estudos no meio de inumeráveis trabalhos e dificuldades. Desde os mais tenros anos sentiu-se impelido para o apostolado entre os companheiros. Sua mãe, que era analfabeta, mas rica de sabedoria cristã, com a palavra e com o exemplo animava-o no seu desejo de crescer virtuoso aos olhos de Deus e dos homens.

Mesmo diante de todas as dificuldades, João Bosco nunca desistiu. Durante um tempo foi obrigado a mendigar para manter os estudos. Prestou toda a espécie de serviços. Foi costureiro, sapateiro, ferreiro, carpinteiro e, ainda nos tempos livres, estudava música.

Queria vivamente ser sacerdote. Dizia: "Quando crescer quero ser sacerdote para tomar conta dos meninos. Os meninos são bons; se há meninos maus é porque não há quem cuide deles". A Divina Providência atendeu os seus anseios. Em 1835 entrou para o seminário de Chieri.

Ordenado Sacerdote a 5 de junho de 1841, principiou logo a dar provas do seu zelo apostólico, sob a direção de São José Cafasso, seu confessor. No dia 8 de dezembro desse mesmo ano, iniciou o seu apostolado juvenil em Turim, catequizando um humilde rapaz de nome Bartolomeu Garelli. Começava assim a obra dos Oratórios Festivos, destinada, em tempos difíceis, a preservar da ignorância religiosa e da corrupção, especialmente os filhos do povo.

Em 1846 estabeleceu-se definitivamente em Valdocco, bairro de Turim, onde fundou o Oratório de São Francisco de Sales. Ao Oratório juntou uma escola profissional,depois um ginásio, um internato etc.Em 1855 deu o nome de Salesianos aos seus colaboradores. Em 1859 fundou com os seus jovens salesianos a Sociedade ou Congregação Salesiana.

Com a ajuda de Santa Maria Domingas Mazzarello, fundou em 1872 o Instituto das Filhas de Maria Auxiliadora para a educação da juventude feminina. Em 1875 enviou a primeira turma de seus missionários para a América do Sul.

Foi ele quem mandou os salesianos para fundar o Colégio Santa Rosa em Niterói, primeira casa salesiana do Brasil, e o Liceu Coração de Jesus em São Paulo. Criou ainda a Associação dos Cooperadores Salesianos. Prodígio da Providência divina, a Obra de Dom Bosco é toda ela um poema de fé e caridade. Consumido pelo trabalho, fechou o ciclo de sua vida terrena aos 72 anos de idade, a 31 de janeiro de 1888, deixando a Congregação Religiosa Salesiana espalhada por diversos países da Europa e da América.

Se em vida foi honrado e admirado, muito mais o foi depois da morte. O seu nome de taumaturgo, de renovador do Sistema Preventivo na educação da juventude, de defensor intrépido da Igreja Católica e de apóstolo da Virgem Auxiliadora se espalhou pelo mundo inteiro e ganhou o coração dos povos. Pio XI, que o conheceu e gozou da sua amizade, canonizou-o na Páscoa de 1934.

Apesar dos anos que separam os dias de hoje do tempo em que viveu Dom Bosco, seu amor pelos jovens, sua dedicação e sua herança pedagógica vêm sendo transmitidos por homens e mulheres no mundo inteiro. Hoje Dom Bosco se destaca na história, como o grande santo Mestre e Pai da Juventude.

VAMOS DESCOBRIR MAIS SOBRE ESSE GRANDE SANTO, ASSISTINDO O FILME SOBRE A VIDA DELE,PRODUZIDO PELO VIDENTE MARCOS TADEU, NO SANTUÁRIO DAS APARIÇÕES DE JACAREÍ.





FILME PRODUZIDO PELA TELEVISÃO ITALIANA ,SOBRE A VIDA DE SÃO JOÃO BOSCO

PARTE 1




PARTE 2



MENSAGEM DE SÃO JOÃO BOSCO E NOSSA SENHORA ,COMUNICADAS NO SANTUÁRIO DAS APARIÇÕES DE JACAREÍ, NO DIA 06/02/2011




MENSAGEM DE NOSSA SENHORA

"-Amados filhos Meus, hoje, Eu vos agradeço e vos abençôo por estardes aqui já celebrando o 20º ANIVERSÁRIO DAS MINHAS APARIÇÕES EM JACAREÍ.

Nesses 20 Anos Eu fiz grandes maravilhas no meio de vós, realizei portentos admiráveis e transformei todas as vidas daqueles que Me responderam SIM em já perfeito Céu, pequeno Céu já na Terra.

Nestes VINTE ANOS Eu fiz grandes maravilhas em todos aqueles que atendendo ao Meu chamado para rezarem mais, começaram uma verdadeira vida de oração Comigo, começaram uma verdadeira estrada de oração contínua e incessante, oferecendo-se eles mesmos como incenso de oração no altar do Meu Coração Imaculado, rezando sempre mais Comigo e por meio de Mim ao Altíssimo. Para alcançar Dele Misericórdia para a Terra, para alcançar Dele a Paz e para alcançar a todos os Meus Filhos, principalmente os que estavam mais longe do Meu Coração, mais afundados no lamaçal do pecado, mais inertes na prisão sem muros de satanás que é o pecado, a graca da libertação, da regeneração, do resgate, da conversão e da volta para Deus.

Nestes Meus filhos que acolheram o Meu convite de rezarem sempre mais com o coração, de seguirem sempre mais Comigo e por meio de Mim até Deus, pela estrada da oração perfeita, nesses filhos, eu realizei grandes maravilhas, a eles revelei todo o Meu Amor Materno, e para eles Eu fui sempre, sempre, a Mãe, a amiga e a acompanhante sempre presente no caminho rumo a Deus!

Nesses Vinte Anos Eu realizei maravilhas estrondosas na vida de todos os Meus filhos que atenderam ao Meu chamado à Conversão, que renunciaram a si mesmos e ao mundo para seguirem pela estrada da penitência, da renúncia de si mesmos e da total entrega de seus corações e suas almas por meio de Mim a Deus.

Nesses Vinte Anos Eu realizei maravilhas em todos os Meus filhos que confiando que Eu posso tudo junto de Deus, confiando no Meu poder de Corredentora, Rainha e Medianeira de todas as Graças, a Mim se confiaram Aqui com fé, com amor, e se deixaram carregar nos Meus Braços. Para esses filhos Eu fui sempre a Medianeira de todas as Graças, a providência materna sempre presente em Suas vidas. Eu fui o Amor que jamais dormiu, jamais se ausentou, jamais se afastou. Eu fui o Amor sempre presente, sempre constante, sempre vivo na vida dos meus filhos.

Eu realizei coisas e maravilhas extraordinárias nestes Vinte Anos das Minhas Aparições Aqui, transformando tantas vidas que eram verdadeiros pântanos de pecado em jardins floridos de virtudes, de oração, de graça e santidade. Almas que eram verdadeiros desertos áridos em oásis onde jorram a mais clara, límpida e refrescante água do amor perfeito a Deus, da santidade, do desejo sincero da conversão e de amar a Deus Nosso Senhor.

Nesses Vinte Anos das Minhas Aparições Aqui, Eu também fui muitíssimo consolada! Fui muitíssimo consolada pelos Meus filhos que de toda a parte atenderam ao Meu chamado e vieram Aqui ao Meu encontro para Me darem os seus corações, para Me darem o seu ‘sim’, para Me darem toda a sua vida e para viverem sempre mais uma verdadeira vida em Deus Comigo e por meio de Mim.

Nesses Vinte Anos das Minhas Aparições Aqui Eu fui consolada por tantos jovens que responderam ao Meu chamado entraram pelo caminho da Oração, da Penitência, da Renúncia do mundo e de si mesmos para seguirem Comigo pelo caminho estreito, pela porta da vida que é apertada, mas que é o único caminho que é real e glorioso que conduz a Deus. Nesses jovens Eu fui consolada e Eu neles Me comprazo!

Eu fui consolada nesses Vinte Anos das Minhas Aparições Aqui, pelas famílias que atendendo ao Meu pedido converteram-se, passaram a rezar três horas por dia como Eu pedi, procuraram sempre mais obedecer e cumprir as Minhas Mensagens e seguir pelo caminho que para todos eu aponto, que é o caminho: da oração, da graça, da penitência, da renúncia de si mesmos, do viver continuamente em Deus e para Deus. E nessas famílias o Meu Coração Imaculado já obtém o Seu maior triunfo.

Nesses Vinte Anos das Minhas Aparições Aqui Eu fui consolada por todos os Meus filhos nos quais vivo, reino, habito, governo, dirijo, nutro e alimento todos os dias afim de que cresçam sempre mais: fortes, firmes e corajosos no serviço do Senhor e no testemunho de Sua grande bondade, de Seu grande amor aos homens. Nesses Meus filhos o Meu Trono já está feito e Eu posso enfim, reinar, governar, viver e descansar.

Hoje, que já estais comemorando o Aniversário da Minha PRIMEIRA APARIÇÃO ao Meu filhinho Marcos, a todos generosamente abençôo de FÁTIMA, de MEDJUGORJE e de JACAREÍ.

Eu te abençôo também Marcos, Meu mais esforçado filho, Meu mais dedicado filho, predileto Meu, pupila dos Meus olhos e fibra do Meu Coração.


MENSAGEM DE SÃO JOÃO BOSCO


“-Amados irmãos Meus, Eu, JOÃO BOSCO, servo de Maria Auxiliadora, servo da Senhora da Paz e do Rosário, vos saúdo e vos dou a paz!

Convido-vos especialmente aos jovens ao verdadeiro amor pelo Senhor e a vos tornardes sempre mais fontes puras e vivas de amor por Deus, de amor pela Mãe de Deus, de forma que o mundo todo possa beber em vós as águas salutares deste amor. E assim, serem curados, salvos e resgatados da grande secura, aridez e desertificação espiritual no qual jaz caído.
Sede fontes puras e vivas do amor verdadeiro de Deus, para que todas as almas possam beber em vós esta água salutar e assim todos possam enamorar-se pelo amor de Deus e de desertos áridos e secos sem amor, sem a graça santificante, sem vida espiritual todas as almas possam transformar-se em jardins verdejantes: de graça, de virtudes, de santidade e de amor.

Sede as fontes vivas e puras da graça de Deus, para que assim todas as almas possam beber a água da graça em vós e lavarem-se nesta água, afim de que então toda sujeira espiritual, toda nódoa de pecado, toda lama de maldade e toda impureza sejam lavada das almas e do mundo, da sociedade, da igreja e das famílias. E assim, tudo volte a ser puro, belo e perfumado e tudo volte a ser perfeito e agradável ao Senhor como quando Ele criou o mundo. Para que assim então, Deus possa refletir-se em vós como num espelho e assim todo o universo veja o esplendor de Sua glória refletido em vós, assim como o Céu azul se reflete num lago de água pura e cristalina. Assim também, se as vossas almas forem fontes de água pura e viva Deus se refletirá em vós e todas as almas poderão vê-Lo, conhecê-Lo por meio de vós. Então, todos exclamarão de vós aquilo que exclamavam do São João Maria Vianney de Ars: 'Eu vi Deus num homem'. Todos Exclamarão isso de vós, exclamarão que viram Deus em vós, se a vossa alma for pura e cristalina como um lago de águas puras, que reflete a beleza do Céu para o qual olha.
Se Deus se refletir em vós as almas O conhecerão, O amarão, O buscarão e O seguirão e Dele nunca mais se separarão, porque em vós continuamente a claridade de Deus, o rosto glorioso do Senhor nunca cessará de refletir-se e vós podereis ser aqueles espelhos puríssimos que refletem sempre mais o amor e a glória do Senhor.

Sede as fontes vivas e puras, da esperança, da fé e de todas as virtudes cristãs, para que todos possam espelhar-se em vós para serem bons e santos cristãos, verdadeiros filhos de Deus e de Maria Auxiliadora, Maria Imaculada, Maria da Paz, Maria do Sacratíssimo Rosário. E assim, muitas almas entrem para a grei (partido), para lutarem pela expansão de Seu reino no mundo e nas almas, para conquistarem cada vez mais corações para Eles. E assim a vontade divina finalmente ser realizada na Terra e o Demônio ser finalmente posto em escabelo dos pés do Anjo do Apocalipse: MARIA a Imaculada Conceição e de Deus, Senhor e Rei Nosso!

Sede as fontes vivas e puras da bondade do Senhor, transmitindo e levando a todos a paz da qual Neste Lugar vós sois cumulados até transbordar. Esta paz que aqui há 20 Anos a Senhora Mensageira da Paz vem dar-vos e trazer-vos, para que assim um rio de Paz corra por entre as pessoas cheias de ódio, de pecado, de trevas e de apostasia. E assim a verdadeira paz que é a vida em Deus, que é a vida na graça de Deus, que é a vida na fidelidade aos Mandamentos de Deus, finalmente seja real e uma verdade na vida de todos. E assim todos possam viver em paz e Terra possa ser já um mar de paz e como que uma perfeita antecipação daquela paz que se frui e que de goza no Céu.
Eu, JOÃO BOSCO, estou convosco todos os dias! Amo-vos com todo o Meu Coração. Já rezava por vós quando estava vivo na Terra na Itália e agora no Céu rezo por vós muito mais aos Pés de Maria Auxiliadora.
Eu Sou convosco! Eu estou convosco! Todos os dias. Não temais! Recorrei a Mim em todas as necessidades e Eu vos ajudarei, sobretudo pedi-Me as graças necessárias para a salvação de vossas almas, pois estas Eu estou ansioso por dar-vos todas!

Com os Meus méritos Eu alcancei junto de Deus e da Virgem Auxiliadora dos Cristãos grande favor, e posso portanto, dispensar estes favores, essas graças e esses bens a todos quantos Me aprouver e a todos quanto com confiança Me suplicarem. Pedi-Me portanto, e Eu vos atenderei sem demora. Rezai o Rosário todos os dias, porque sem o Rosário não há salvação. Eu o rezei, o amei e o propaguei todos os dias de Minha vida. E vós também alcançareis a eterna bem aventurança como Eu alcancei.

Prossegui fazendo todas as orações que a Senhora Santíssima vos mandou fazer aqui. Prossegui na obediência, na fidelidade a Ela sempre mais conforme aquilo que Ela vos pede nas Suas santas Aparições Aqui.
Eu, neste momento vos abençôo a todos com a benção de Maria Imaculada e Auxiliadora dos Cristãos e Comigo também vos abençoa Domingos Sávio e todos os Santos Meninos que graças ao Meu trabalho, ao Meu testemunho e ao Meu amor, hoje reinam Comigo na eterna glória e cantam Comigo os eternos louvores de Deus e da Virgem Auxiliadora nos Céus!
Eu te abençôo também Marcos, Meu discípulo, Meu aluno querido, Meu amigo e Meu predileto."

DIA 28 DE JANEIRO - DIA DE SÃO TOMÁS DE AQUINO




Um menino que buscava o Absoluto

Mas, afinal, o que é a verdade? Esta era uma das perguntas que o pequeno Tomás fazia em seus tenros cinco anos de idade. Segundo um costume da época, sua educação foi confiada aos beneditinos de Monte Cassino, onde ele passou a morar. Vendo um monge cruzar com gravidade e recolhimento os claustros e corredores, puxava sem hesitar a manga de seu hábito e lhe perguntava: "Quem é Deus?" Descontente com a resposta que, embora verdadeira, não satisfazia inteiramente seu desejo de saber, esperava passar outro filho de São Bento e indagava também a ele: "Irmão Mauro, pode me explicar quem é Deus?" Mas... que decepção! De ninguém conseguia a explicação desejada. Como as palavras dos monges eram inferiores à idéia de Deus que aquele menino trazia no fundo da alma!

Foi nesse ambiente de oração e serenidade que transcorreu feliz a infância de São Tomás de Aquino. Nascido por volta de 1225, era o filho caçula dos condes de Aquino, Landolfo e Teodora. Entrevendo para o pequeno um futuro brilhante, seus pais lhe proporcionaram uma robusta formação. Mal podiam imaginar que ele seria um dos maiores teólogos da Santa Igreja Católica e a rocha fundamental do edifício da filosofia cristã, o ponto de convergência no qual se reuniriam todos os tesouros da teologia até então acumulados e do qual partiriam as luzes para as futuras explicitações.

A vocação posta à prova


Muito jovem ainda,São Tomás partiu para Nápoles a fim de estudar gramática,dialética, retórica e filosofia. As matérias mais árduas, que custam até aos espíritos robustos, não passavam de um simples joguete para ele. Entretanto, nesse período de sua vida não avançou menos em santidade do que em ciência. Seu entretenimento era rezar nas diversas igrejas e fazer o bem aos pobres.

Ainda em Nápoles Deus lhe manifestou sua vocação. Seus pais desejavam vê-lo beneditino, abade em Monte Cassino ou Arcebispo de Nápoles, entretanto, o Senhor lhe traçara um caminho bem diverso. Era na Ordem dos Pregadores, recém fundada por São Domingos, que a graça haveria de tocar-lhe a alma. São Tomás descobriu nos dominicanos o carisma com o qual se identificou por completo. Após longas conversas com Frei João de São Julião, não duvidou em aderir à Ordem e fez-se dominicano aos catorze anos de idade.

Costuma a Providência Divina solidificar no cadinho do sofrimento as almas às quais confere um chamado excepcional, e São Tomás não escapou à regra. Quando sua mãesoube de seu ingresso nos dominicanos, tomou-se de fúria e quis tirálo à força. Fugindo para Paris, com o objetivo de escapar da tirania materna, o santo doutor foi dominado por seus irmãos que o buscavam com todo empenho. Após terem-no espancado brutalmente, procuraram despojá-lo de seu hábito religioso. "É uma coisa abominável - dirá depois São Tomás - querer repreender os Céus por um dom que de lá recebemos".

Assim capturado, levaram-no à mãe, a qual tentou fazê-lo abandonar seu propósito. Na incapacidade de convencê-lo, encarregou suas duas filhas de dissuadir a qualquer preço o irmão "rebelde". Com palavras sedutoras, elas lhe mostraram as mil vantagens que o mundo lhe oferecia, até mesmo a de uma promissora carreira eclesiástica, desde que renunciasse à Ordem Dominicana. O resultado desta entrevista é assombroso: uma delas decidiu fazer-se religiosa e partiu para o convento de Santa Maria de Cápua, onde viveu santamente e foi abadessa. Eis a força da convicção e o poder de persuasão deste homem de Deus!

Confronto decisivo

Farta de vãos esforços, a família tomou uma medida drástica: prendeuo na torre do castelo de Roccasecca, com o intuito de mantê-lo encarcerado enquanto não desistisse de sua vocação. Em completa solidão, o santo passou ali quase dois anos, os quais foram aproveitados para um aprofundamento nas vias da contemplação e do estudo. Os frades dominicanos o acompanhavam espiritualmente através de orações e enviavam com sagacidade livros e novos hábitos que lhe chegavam às mãos por intermédio de suas irmãs.

Como passava o tempo sem o jovem detido esmorecer, seus irmãos - instigados por Satanás - montaram um plano execrável: enviaram à torre uma moça de maus costumes para fazê-lo cair em pecado. Contudo, São Tomás há muito se solidificara na prática de todas as virtudes, e não se deixaria arrastar. Vendo aquela perversa mulher aproximar-se, pegou na lareira um tição em chamas e com ele se defendeu da infame tentadora que fugiu apavorada para salvar a própria pele.

Insigne vitória contra o inimigo da salvação! Reconhecendo nesse episódio a intervenção divina, São Tomás traçou com o mesmo tição em brasa uma cruz na parede, ajoelhou-se e renovou sua promessa de castidade. Comprazidos por tal gesto de fidelidade, o Senhor e sua Mãe lhe mandaram um sono durante o qual dois anjos o cingiram com um cordão celestial, dizendo: "Viemos da parte de Deus conferir- te o dom da virgindade perpétua, que a partir de agora será irrevogável".

Nunca mais São Tomás sofreu qualquer tentação de concupiscência ou de orgulho. O titulo de Doutor Angélico não lhe foi dado apenas por ter transmitido a mais alta doutrina, mas também por ter em tudo se assemelhado aos espíritos puríssimos que contemplam a face de Deus.

O aluno supera o mestre

Agora com o assentimento dos seus, São Tomás partiu para consolidar sua formação intelectual em Paris e Colônia. Falava-se muito da pregação que fazia nesta última cidade o bispo Santo Alberto Magno, o mais conceituado mestre da Ordem dos Pregadores. São Tomás rezou, pedindo para conhecê-lo e receber dele as maravilhas da fé, e, para sua alegria, foi atendido. O que Santo Alberto não podia imaginar era que aquele frade despretensioso, de poucas palavras e presença discreta, tivesse tamanha envergadura espiritual.Por este tempo foi apelidado de "boi mudo". Dele disse Santo Alberto Magno: "Quando este boi mugir, o mundo inteiro ouvirá o seu mugido."

Certo dia, caiu nas mãos do mestre um trecho escrito por seu aluno. Admirado pela profundidade do conteúdo, pediu a São Tomás para expor à toda a classe aquela temática. O resultado foi uma explanação em tudo surpreendente, na qual os demais alunos comprovaram quão temerário era o juízo pejorativo que faziam de seu companheiro: ele logrou explicitar com mais riqueza, expressividade e clareza que o próprio Santo Alberto.

Daí em diante, a vida do Doutor Angélico foi uma seqüência de sublimes serviços prestados à sagrada teologia e à filosofia. Aos 22 anos de idade interpretou com genialidade a obra de Aristóteles; aos 25, juntamente com São Boaventura, obteve o doutorado na Universidade de Paris. Estes dois arquétipos doutrinários nutriam grande admiração recíproca, a ponto de disputarem afetuosamente, no dia de receberem o título máximo, quem seria nomeado primeiro, cada qual desejando ao outro
a primazia.

Obra portentosa

Tão vasta é a obra tomista que a simples enumeração de seus escritos ocupa várias páginas. Formam um total de quase sessenta grandes obras - entre comentários, sumas, questões e opúsculos - das quais não está excluída nenhuma das principais preocupações do espírito humano.

Sua prodigiosa faculdade de memória lhe permitia reter todas as leituras que fizera, entre elas a Bíblia, as obras dos filósofos antigos e dos Padres da Igreja. Todas as oitenta mil citações contidas em seus escritos brotaram espontaneamente de sua capacidade retentora. Nunca precisou ler duas vezes o mesmo trecho. Ao lhe ser perguntado qual era o maior favor sobrenatural que recebera, depois da graça santificante, respondeu: "Creio que o de ter entendido tudo quanto li".

Em suas obras vemos uma incrível acuidade de espírito, um raro dom de formulação e uma superior capacidade de expressão. Costumava resolver quatro ou cinco problemas ao mesmo tempo, ditando para diversos escreventes respostas definitivas às questões mais obscuras. Não sucumbiu ao peso de seus conhecimentos, mas, pelo contrário, os harmonizou num conjunto incomparável que tem na Suma Teológica a mais brilhante manifestação.

Sabedoria e oração

Falar das qualidades naturais do Doutor Angélico sem considerar a supremacia da graça que resplandecia em sua alma seria uma deturpação. Frei Reginaldo, seu fiel secretário, disse tê-lo visto passar mais tempo aos pés do crucifixo do que em meio aos livros.

A fim de obter luzes para solucionar intrincados problemas, o santo doutor fazia freqüentes jejuns e penitências, e não raras vezes o Senhor o atendeu com revelações celestiais. Em certa ocasião, enquanto rezava fervorosamente, pedindo luzes para explicar uma passagem de Isaías, apareceram-lhe São Pedro e São Paulo e esclareceram todas as dúvidas.

Recorria também a Jesus Sacramentado. Às vezes colocava a cabeça no sacrário e rezava longamente. Assegurou depois ter aprendido mais desta forma do que em todos os estudos que fizera. Por seu entranhado amor à Eucaristia, compôs o Pange Lingua,Adorote e Devote e o Lauda Sion para a festa de Corpus Christi: obras-primas jamais superadas.

Um dia, estando imerso em adoração a Jesus Crucificado, o Senhor dirigiu- Se a ele com estas palavras:

- Escreveste bem sobre Mim, Tomás. Que recompensa queres?

Nada mais que a Vós, Senhor - respondeu ele.

Pange Lingua- legendado



Lauda Sion



Adoro te devote



A recompensa demasiadamente grande

Em 1274 São Tomás partiu para Lion a fim de participar do Concílio Ecumênico convocado pelo Papa Gregório X, mas no caminho adoeceu gravemente. Como não havia nenhuma casa dominicana próxima, foi levado para a abadia cisterciense de Fossanova, onde faleceu a 7 de março, antes de completar cinqüenta anos de idade. Suas relíquias foram transportadas para Toulouse em 28 de janeiro de 1369, data em que a Igreja Universal celebra sua memória.

Ao receber por derradeira vez a Sagrada Eucaristia, disse ele:

"Eu Vos recebo, preço do resgate de minha alma e Viático de minha peregrinação, por cujo amor estudei, vigiei, trabalhei, preguei e ensinei. Tenho escrito tanto, e tão freqüentemente tenho discutido sobre os mistérios da vossa Lei, ó meu Deus; sabeis que nada desejei ensinar que não tivesse aprendido de Vós. Se o que escrevi é verdade, aceitai-o como uma homenagem à vossa infinita majestade; se falso, perdoai a minha ignorância. Consagro tudo o que fiz e o submeto ao infalível julgamento da vossa Santa Igreja Romana, na obediência à qual estou prestes a partir desta vida."

Belo testamento de elevada santidade! A Igreja não tardou em glorificá- lo, elevando-o à honra dos altares em 1323. Na cerimônia de canonização, o Papa João XXII afirmou: "Tomás sozinho iluminou a Igreja mais do que todos os outros doutores. Tantos são os milagres que fez, quantas as questões que resolveu". No Concílio de Trento, as três obras de referência postas sobre a mesa da assembléia foram: a Bíblia, os Atos Pontificais e a Suma Teológica. É difícil exprimir o que a Igreja deve a este seu filho ímpar.

Da fé extraordinariamente vigorosa do Doutor Angélico brotava a convicção profunda de que a Verdade em essência não é senão o próprio Deus, e a partir do momento em que ela fosse proclamada em sua integridade, seria irrecusável e triunfante. Eis o grande mérito de sua doutrina imortal: ela continua ecoando ao longo dos séculos, pois nada pode abalar a supremacia de Cristo.

Em São Tomás a Igreja contempla a realização plena da oração feita pelo Divino Mestre nos derradeiros momentos que passou nesta terra: "Santifica-os na verdade. A tua palavra é a verdade. Assim como Tu me enviaste ao mundo, também Eu os enviei ao mundo. Por eles Eu santifico-Me a Mim mesmo, para que também sejam santificados na verdade" (Jo 17, 17-19).

IGREJA DOS JACOBINOS, LOCAL ONDE ESTÃO OS RESTOS MORTAIS DE SÃO TOMÁS DE AQUINO



A IGREJA DOS JACOBINOS FOI CONSTRUÍDA SOBRE O LOCAL ,ONDE NOSSA SENHORA ENTREGOU O TERÇO A SÃO DOMINGOS DE GUSMÃO.
NO LOCAL EXATO,EXISTE UM QUADRO COM UMA PINTURA DE NOSSA SENHORA ENTREGANDO O TERÇO A SÃO DOMINGOS.EU ESTIVE NESSE IGREJA EM 2006 E TIREI ESSAS FOTOS ABAIXO:






sexta-feira, 27 de janeiro de 2012

DIA 27 DE JANEIRO - DIA DE SANTA ÂNGELA DE MÉRICI,PADROEIRA DE BRÉSCIA / ITÁLIA




Retrato de Santa Ângela,visto no museu dedicado a ELA em Bréscia:Apoiado em um tripé, podemos ver o único retrato da vida da Santa, feito provavelmente por Moretto, o maior representante da pintura renascentista de prestígio em Bréscia. Sua realização foi possível graças à exposição prolongada do corpo de Santa Ângela Merici, após a morte. O trabalho é muito realista, em que o autor parece ter querido fixar na tela apenas os traços físicos do rosto de Santa Ângela.



Nasceu em Desenzano del Garda (Bréscia) entre 1470 e 1475.Cresceu em uma família enraizada em princípios cristãos e baixo status social, embora relacionados a pessoas influentes.

Seu pai John, que era um cidadão de Bréscia, viveu trabalhando na terra. Sua mãe, Catherine, é a irmã de Bianchi Ser Biancoso de 'di Salo, durante muitos anos membro do Conselho Municipal daquela cidade.

Ângela tinha três irmãos e uma irmã.Ela viveu em Desenzano em sua juventude em um lugar chamado " The Raw ",num ambiente familiar cristão e simples, a exemplo dos pais, ganhando uma sólida formação espiritual.

Com dezoito anos Ângela fica sozinha, exposta aos perigos daqueles anos turbulentos, é então acolhida na casa de um tio rico,em Salo, freqüentada por pessoas refinadas e cultas.

Em Salo, para contrariar o espírito do mundo ,se dedica a uma vida de mortificação, é terciária franciscana, freqüentando os sacramentos da Confissão e da Comunhão. Aos 26 anos retorna para Desenzano,levando uma vida tranquila,no campo, dedicada à oração e obras de caridade, enquanto lentamente amadurece sua vocação.

Esta estadia é marcada pela experiência de uma visão no lugar Brudazzo (1506):

Ângela estava em oração quando vê no céu uma escada com várias virgens e anjos cantando.Ouve então sua irmã(já falecida),dizer que Deus quer que Ela funde uma nova ordem.Aquela melodia angelical, nunca mais saiu da mente de Santa Ângela,enquanto viva.

Ângela tinha apenas o curso primário e chegou a ser "conselheira" de governadores, bispos, doutores e sacerdotes. Os seus sofrimentos, sua entrega à Deus e a vida meditativa de penitência lhe trouxeram, através do Espírito Santo, o dom do conselho, que consiste em saber ponderar as soluções adequadas para todas as situação da vida.

Ela também, percebeu que naquele momento histórico, as meninas não tinham quem as educassem e livrassem dos perigos morais, e que as novas teorias levavam as pessoas a querer organizar a vida como se Deus não existisse. Para lutar contra o paganismo, era preciso restaurar a célula familiar. Inspirada pela Virgem Maria, fundou a Comunidade das irmãs Ursulinas, em homenagem a santa Úrsula, a mártir do século IV, que dirigia o grupo das moças virgens, que morreram por defender sua religião e sua castidade.

Ângela acabou se tornando a portadora de uma mensagem inovadora para sua época. Organizou um grupo de vinte e oito moças, para ensinar catecismo em cada bairro e vila da região. As "Ursulinas" tinham como finalidade a formação das futuras mães, segundo os dogmas cristãos. Ângela teve uma concepção bastante revolucionária para sua época, quando se dizia que uma sólida educação cristã para as moças só seria possível dentro das grades de uma clausura.

Decidiu que era a hora de fazer a comunidade se tornar uma Congregação religiosa.Consta, pela tradição, que antes de ir à Roma para dar início a esse projeto, quis fazer uma peregrinação em Jerusalém. Assim que chegou, ficou cega. Visitou os Lugares Sagrados e os viu com o espírito, não com os olhos. Só recobrou a visão, na volta, quando parou numa pequena cidade onde existia um crucifixo milagroso, foi até ele, rezou e se curou. Anos depois, foi recebida pelo papa Clemente VII, durante o Jubileu de 1525, que deu início ao processo de fundação da Congregação, que ela desejava.

Ângela a implantou na Bréscia, dez anos depois, quando saiu a aprovação definitiva. E alí, a fundadora morreu aos setenta e cinco anos, em 27 de janeiro de 1540 e foi canonizada, em 1807.

SITE OFICIAL
http://www.angelamerici.org/it_home.php



ITALIANO

Nasce a Desenzano del Garda (Brescia) tra il 1470 ed il 1475.
Cresce in una famiglia di radicati principi cristiani e di modesta condizione sociale, anche se imparentata con persone influenti.

Suo padre Giovanni, che era stato cittadino di Brescia, vive lavorando la terra. Sua madre, Caterina, è sorella di ser Biancoso de' Bianchi di Salò, per molti anni membro del Consiglio Comunale di quella città. Ha tre fratelli e una sorella. Risiede a Desenzano fino alla giovinezza in una località denominata "Le Grezze".

La sua vita si sviluppa nel clima semplice e cristiano della famiglia, sull'esempio dei genitori, acquistando una solida formazione spirituale. A diciotto anni Angela resta sola; esposta ai pericoli di quegli anni turbolenti, viene accolta nella casa di un agiato zio materno, a Salò, frequentata da persone raffinate e colte, e impara a leggere. Per scrivere si avvarrà sempre di segretari. A Salò per contrastare lo spirito mondano si dedica ad una vita di mortificazione, si fa Terziaria francescana, frequentando i Sacramenti della Confessione e della Comunione.

A 26 anni ritorna a Desenzano, col desiderio di poter meglio decidere della sua vita: qui possiede alcuni beni a lei pervenuti in eredità. Vi conduce una vita silenziosa, casa e campi, dedita all'orazione e alle opere di carità, mentre matura lentamente la sua vocazione. Tale permanenza è segnata dall'esperienza di una visione in località Brudazzo (1506): raccolta in preghiera le pare che il cielo si apra e vede scendere angeli e vergini; era come una prefigurazione della Compagnia.

Nel 1516 si stabilisce a Brescia; dapprima presso la famiglia Patengola, dove reca conforto alla signora Caterina rimasta vedova ed in lutto per la morte dei due figli; poi in contrada Santa Agata, in due stanzette offertele dal ricco mercante Antonio Romano. Essa diviene la benefattrice e la consigliera più ricercata della città.
Sono di questo periodo i pellegrinaggi di Angela:

- a Mantova (1520) per pregare sulla tomba della beata Osanna Andreasi, Terziaria Domenicana
- in Terra Santa (1524)
- a Roma (1525) per acquistare il Giubileo
- al Sacro Monte di Varallo (1529) per meditare la passione e la morte di Cristo

Di ritorno è costretta a riparare per qualche tempo a Cremona, essendo Brescia occupata da truppe spagnolo tedesche; e la salute è così precaria che sembra vicina alla morte. Rinfrancatasi, torna a Brescia, ospite di Agostino Gallo, ricco mercante e letterato.
A circa 60 anni, ricca di esperienza e di virtù, pensa di proporre anche ad altre donne lo stile di vita maturato nella preghiera e nella riflessione.

Nel 1531 raccoglie un gruppo di dodici amiche, di ogni classe sociale con l'impegno di vivere in verginità: «santificare se stesse per santificare le famiglie e la società restando nel secolo, incredulo e sensuale, come elementi di reazione e di conservazione cristiana»!

Nel 1532 Angela, con le 12 compie un pellegrinaggio al Sacro Monte di Varallo, per formarsi alla scuola di Gesù Crocifisso. Di ritorno pone la sua abitazione presso la Chiesa di S. Afra, dove rimarrà fino alla morte.
Il 25 novembre 1535, giorno di Santa Caterina, Angela Merici dà avvio ufficiale alla Compagnia di S. Orsola: 28 vergini si riuniscono nella chiesa di S. Afra, ricevono l'Eucaristia e si consacrano a Dio: a testimonianza del fatto depongono la loro firma nel "libro generale" della Compagnia.
Per questo nuovo itinerario spirituale che ormai si va consolidando e diffondendo, Angela detta la Regola al fedele Gabriele Cozzano che la presenta al Vescovo, card. Cornaro.

Essendo stata giudicata degna ed ispirata, la Regola viene approvata l'8 agosto 1536 da Lorenzo Muzio, Vicario Generale dell'Ordinario diocesano card. Francesco Cornaro. Il 18 marzo 1537 Angela venne eletta "Superiora e Madre Generale" a vita. Alla fine del 1539 detta i Legati ed i Ricordi quale Testamento spirituale indirizzato alle Madri e Governatrici della Compagnia.

Angela muore il 27 gennaio 1540, attorniata dalle sue 150 figlie. Dopo le esequie solenni, il corpo rimane esposto per un mese intero nella chiesa di S. Afra, senza subire corruzione alcuna: i Canonici della Cattedrale, i Canonici Lateranensi di S. Afra ed i Francescani si contendono l'onore della sepoltura.
Alla fine si decide per la chiesa di S. Afra accanto alle tombe dei Santi Martiri bresciani.

Il 9 giugno 1544 il papa Paolo III approvò la nuova istituzione con la Bolla "Reginari Universalia Ecclesia". Il Decreto con il riconoscimento del titolo di beata, è emesso il 30 aprile 1768 da Clemente XIII. Pio VII la proclama Angela Merici, Santa, il 24 maggio 1807. Pio IX nel 1861 ne estende il culto alla Chiesa universale.

Altri elementi di biografici sono contenuti nell'itinerario del Museo.


Gli Scritti


Angela Merici non scrisse (pare non sapesse scrivere), ma dettò le sue opere a Gabriele Cozzano, suo fedele segretario e cancelliere della Compagnia.
Sono tre, comunemente chiamate "Scritti di Sant'Angela", i loro titoli specifici sono: Regola, Ricordi, Testamento.
Destinati alla Compagnia di S. Orsola per la quale dovevano essere norma di vita, nel corso dei secoli hanno orientato la spiritualità ed animato la pedagogia dei diversi rami di Orsoline diffuse nel mondo intero.
I testi più antichi oggi conosciuti provengono, per i "Ricordi" e per il "Testamento", dalla copia notarile stesa dagli originali e conservata nell'Archivio Segreto Vaticano; per la "Regola", dal Codice manoscritto rinvenuto presso la Biblioteca Trivulziana al Castello Sforzesco di Milano. Il "Codice Trivulziano" è un documento che si può datare fra l'11 dicembre 1545 e il 14 aprile 1546 o, almeno, entro il 21 giugno di questo medesimo anno (Angela Merici è morta nel 1540).

Dei Ricordi e del Testamento ne parlano gli Atti processuali di canonizzazione di Angela Merici.
La Regola, secondo il Codice Trivulziano, è costituita da un Prologo e undici Capitoli. Il documento spicca per la sensibilità tutta femminile, nelle espressioni linguistiche, in alcuni particolari della descrizione del contesto del tempo e nella spiritualità di totale fiducia in Dio.

La Regola è diretta ai membri della "Compagnia di Sant'Orsola". Essa indica alla Figlie la strada da seguire per divenire quello che devono essere: "vere e intatte spose del Figlio di Dio".
I Ricordi sono rivolti alle Responsabili della Compagnia. Si tratta di un complesso di consigli e indicazioni utili per aiutarle a guidare le Figlie loro affidate nella vita spirituale.

Il Testamento è indirizzato ad alcune nobili vedove di Brescia, che si dedicavano alla Compagnia, tutelandola e sorreggendola nei suoi interessi formativi e spirituali e rappresentandola davanti alle autorità religiose e civili.


ENGLISH - Saint Angela Merici






VÍDEO EM ESPANHOL - VIDA DE SANTA ÂNGELA DE MÉRICI





DEUTSCH - SANTA ÂNGELA DE MÉRICI


Vita von Angela Merici, Teil 1





Vita von Angela Merici, Teil 2




Santurario di Sant'Ângela Mérici




Sant'Angela Merici, Desenzano

22 DE JANEIRO DE 2012 - SINAL DURANTE A APARIÇÃO E MENSAGEM DE SANTA HILDEGARDA,COMUNICADA AO VIDENTE MARCOS TADEU, NO SANTUÁRIO DE JACAREÍ/BRASIL



REPAREM NOS OLHOS DO VIDENTE MARCOS TADEU,NESSA FOTO,TIRADA DURANTE A APARIÇÃO E MENSAGEM DE SANTA HILDEGARDA ,NO SANTUÁRIO DAS APARIÇÕES DE JACAREÍ,NO DIA 22/01/2012.

VÊ-SE PERFEITAMENTE O VULTO DE SANTA HILDEGARDA.

EU ESTAVA PRESENTE NESSE DIA, AJOELHADA BEM NA FRENTE DO ALTAR DA CAPELA.

DURANTE A APARIÇÃO,VI O VULTO DE SANTA HILDEGARDA NOS OLHOS DO VIDENTE MARCOS TADEU.

A EMOÇÃO QUE SENTI É INDESCRITÍVEL ,BEM COMO AS PALAVRAS DE SANTA HILDEGARDA, TRANSMITIDAS ATRAVÉS DO MARCOS TADEU,TRAZIAM UMA IMENSA PAZ E TERNURA ,QUE ME DERAM A CERTEZA QUE ESTOU MESMO NA VERDADEIRA ESCOLA DE SANTIDADE DOS 3 SAGRADOS CORAÇÕES !!!

quinta-feira, 26 de janeiro de 2012

IMAGEN DE LA VIRGEN MARÍA VUELVE A LLORAR - MARTES, 24 DE ENERO DE 2012




El 24 de enero del 2011, estudiantes afirmaron haber visto que del ojo izquierdo salía un líquido espeso. Exactamente un año después, la Virgen derrama lágrimas, esta vez de su ojo derecho.



TEGUCIGALPA, Honduras

Un nuevo milagro que se constituye en un llamado a la conversión pudo haberse registrado durante la tarde noche de este martes en la iglesia católica campus Tegucigalpa.

Decenas de estudiantes y el sacerdote Victoriano de Jesús Ibáñez, capellán del campus universitario, afirman haber sido testigos de las lágrimas que rodaban por las mejillas de la Imagen de la Virgen María, en su advocación de Reina de la Paz. La Virgen, a quien se atribuye el mismo milagro el año pasado, está ubicada en la entrada a la universidad, con sus brazos extendidos hacia la comunidad que llega en busca de sabiduría. El milagro provocó manifestaciones de fe y devoción en el centro educativo y ha generado reacciones en toda Honduras.

Centenares de estudiantes se aglomeraron, algunos para ser testigos del milagro, otros para tomar fotos con sus teléfonos celulares. Fue una estudiante de medicina la que dio parte del milagro al sacerdote Victoriano Ibáñez, quien en ese momento oficiaba la misa.

Al trasladarse al lugar, Ibáñez asegura que en efecto vio lágrimas recorrer las mejillas de la Virgen María Reina de la Paz. "Yo bajé de la capilla, pude subirme donde tenemos la imagen de la Virgen y pude sacar algunas fotos con la cámara de la vicerrectora pastoral, el director del campus y otras personas", dijo el padre. Relató que la Virgen tenía "en el ojo izquierdo y el párpado una pequeña gota pero, del otro lado, en el ojo derecho, se ve que había escurrido una lágrima hasta la barbilla. Tratamos de tomarle una muestra pero la lágrima que está por el ojo derecho ya está seca, yo la vi y algunas otras personas pueden dar testimonio".

EL HERALDO reportó el año pasado que la Virgen habría llorado también el 24 de enero, es decir, la misma fecha. El misterio del porqué la Virgen llora cada 24 de enero no ha sido develado aún.



Según los reportes de EL HERALDO, en el 2011 la virgen María lloró dos veces: el 24 de enero y el 1 de febrero. El 24 de enero pasado habría llorado a las 7:00 de la mañana. En esa oportunidad, Ibáñez relató que los estudiantes afirmaron haber visto que las lágrimas rodaron por la mejilla izquierda. Anoche, el ojo derecho se observaba irritado y podía observarse en las imágenes que las lágrimas recorrieron la mejilla derecha. En el 2011, lo que se observaba era un líquido color cobrizo y espeso, por lo que algunos se atrevieron a afirmar que era sangre.

Anoche, los estudiantes afirmaron que el líquido era espeso pero transparente. El mismo milagro se habría repetido el 27 de enero de 2011. En esa ocasión, un empleado habría tomado una muestra para analizarla pero los resultados nunca se dieron a conocer. El capellán de la Universidad Católica calificó como "extraordinario" el llanto de la virgen. "De mi parte es un milagro, nos llama a un mayor acercamiento con nuestro Señor"

Fuente: www.elheraldo.hn — com Veronica Calabazita Urquizo e Yolanda Alicia Garcia Vargas.

DIA 26 DE JANEIRO - DIA DE SANTA PAULA ROMANA



Santa Paula,Digna discípula de São Jerônimo

De uma das melhores famílias da aristocracia romana. Viúva, dedicou-se ao estudo das Sagradas Escrituras sob a direção de São Jerônimo, e com ele fundou mosteiros

O grande doutor da Igreja São Jerônimo faz o seguinte elogio daquela que foi sua discípula e imitadora: “Mesmo que todos os membros de meu corpo se transformassem em línguas e tomassem voz, eu não poderia nada mais dizer que fosse digno das virtudes da santa e venerável Paula. Nobre de nascença, mais nobre ainda pela santidade; antes possante por suas riquezas, mais ilustre hoje pela pobreza de Jesus Cristo”.

Santa Paula nasceu em Roma a 5 de maio de 347, durante o pontificado de São Júlio I, no reinado dos imperadores Constante e Constâncio, em pleno desenvolvimento da Igreja, saída das catacumbas havia apenas 34 anos.

Com a riqueza e a glória, Paula encontrou em seu berço a fé cristã. Foi educada no cristianismo pela mãe, num espírito de verdadeiro amor pela Religião e profunda aversão a tudo que se referia ao paganismo ainda pujante. Na gravidade e pureza de costumes, como convinha a uma patrícia romana cristã, Paula recebeu, a par de sólida formação religiosa, uma educação intelectual e artística esmerada. De origem greco-romana, aprendeu as duas línguas de modo a ler os clássicos de ambas com igual facilidade.

Criança ainda, passava com desdém diante dos ruidosos lugares onde pompeavam os divertimentos pagãos, preferindo as catacumbas aos circos e teatros.

Grande dama, mas de vida inconseqüente

Aos dezesseis anos os pais a casaram com o nobre Júlio Toxocio, patrício romano da família de Júlio César, alma nobre e espírito delicado, mas infelizmente pagão. Como pôde uma família piedosa planejar tal aliança? Desejo de prestígio e de fortuna, passando por cima de tudo? Ou era movida pela idéia de que Paula acabaria convertendo o marido? Não o sabemos. Deus, entretanto, abençoou essa união com quatro filhas e um filho, que davam as melhores esperanças à mãe. No auge da felicidade e do luxo, Paula sempre se manteve honesta, mas deixava-se levar por uma vida mole e mundana, sem pensar muito na eternidade.

De acordo com sua situação social, passeava pelas ruas da Roma imperial em liteira dourada portada por escravas, vestida de seda e ornada de jóias, receando colocar o pé em terra para não sujar seu delicado sapato. Mas, infelizmente, esquecia-se de que tinha uma alma imortal que devia salvar. Ao lado dessa vida luxuosa e por vezes inconseqüente, Paula era conhecida como mulher de conduta irrepreensível, citada como modelo de dama da velha cepa patrícia.

Piedosa viuvez consagrada a Deus

Estava, entretanto, nos planos da Providência que essa situação não fosse duradoura. Com efeito, no ano de 379 uma enfermidade arrebatou-lhe o esposo. Em meio à terrível provação, Paula foi tocada pela graça e decidiu-se a viver no futuro só para Deus e seus filhos ainda pequenos, numa viuvez consagrada, apesar de ter somente 32 anos de idade.

A isso ajudou-a muito ter encontrado, no seio da sociedade corrompida de Roma, uma outra sociedade de igual nobreza, formada por viúvas e virgens pertencentes às primeiras famílias da Cidade Eterna, que levavam uma vida de piedade e boas obras sob a direção de Santa Marcela. Era o Cristianismo que, pela graça de Deus, vicejava nas mais altas classes sociais do Império.

E assim foi até que, em 382, chegaram a Roma dois prelados, antigos anacoretas do deserto –– Santo Epifânio, bispo de Salamina, e Paulino, bispo de Antioquia –– para tomarem parte num concílio convocado pelo Papa São Dâmaso a fim de tratar assuntos da igreja do Oriente. Acompanhava-os um monge, Jerônimo, que já então tinha dado muito o que falar de suas virtudes.

Santa Paula hospedou Santo Epifânio em seu palácio, ouvindo-o falar sobre os padres do Ermo e da vida monástica em geral. Ela compartilhava com Santa Marcela tudo o que ouvia, e ambas estudavam um modo de ir transformando seu pequeno “convento” segundo esse modelo ideal.

Terminado o concílio, os dois bispos voltaram para o Oriente, mas São Dâmaso reteve o monge Jerônimo como secretário, encarregando-o da revisão das Sagradas Escrituras. As nobres mulheres tiveram grande proveito com essa presença tão santa, tomando como mestre o mortificado monge.

Com isso tiveram origem as “reuniões do Aventino”, isto é, do palácio de Santa Marcela, onde São Jerônimo fez conferências sobre teologia e estudos bíblicos. Eram muito atentas suas aristocráticas alunas. Diz São Jerônimo: “O que eu via nelas de espírito, de penetração, ao mesmo tempo que de encantadora pureza e virtude, não saberei dizer”.

Paula assistia às conferências com suas filhas, ouvindo o monge com a maior atenção. Jerônimo aos poucos compreendeu que aquela alma predestinada era chamada à mais alta perfeição, e a incentivou a prosseguir com decisão nesse caminho.

A digna matrona, sentindo-se chamada a uma vocação especial, havia abandonado o leito de plumas, os vestidos de seda e as jóias deslumbrantes, trocando tudo por uma túnica de lã e cilícios. Ela recolhia os pobres sem lar, vestia os miseráveis, provia de alimentos e medicina os desamparados.

São Jerônimo, que era enérgico e um tanto rígido para consigo mesmo, não consentia em suas dirigidas uma piedade apoucada. Exigia delas grandes horizontes e esmerada virtude. Propôs-lhes mesmo aprenderem o hebreu, para estudar as Sagradas Escrituras no original em que foram escritas. Como “não era possível encontrar espírito mais dócil que o de Paula”, ela e suas filhas puseram-se com empenho ao labor. Com o tempo, conseguiam cantar os salmos na língua em que foram compostos e ler as Sagradas Escrituras no original hebreu.

Paula, no entanto, não negligenciava seus deveres domésticos e sociais. Mãe devotada, casou sua filha Paulina com o rico e virtuoso senador Pamaquio. A segunda, Blesila, casou-se, mas em pouco tempo ficou viúva e faleceu piedosamente em 384, aos 20 anos de idade. A filha Rufina faleceu em 386, restando-lhe a última, Eustóquia (santa), que acompanhou a mãe ao Oriente, onde faleceu em 419. O único filho de Paula, Toxocio, primeiramente pagão, fez-se batizar em 385 e casou-se em 389 com a patrícia Laeta, filha do sacerdote pagão Albino. Foi pai de Paula, a Moça, que em 404 uniu-se a Eustóquia em Belém, e em 420 fechou os olhos de São Jerônimo.

Junto à manjedoura de Jesus Cristo

A virtude de Santa Paula não podia ficar impune para os mundanos. Logo se espalhou por toda Roma uma campanha de calúnias sobre as relações dela com São Jerônimo, o que obrigou-o a retirar-se para a Terra Santa. Na época, escreveu a Santa Marcela: “Tenho sofrido horrorosamente, mas isto o que importa para quem combate sob o estandarte de Cristo? Imputaram-me um crime infamante, mas sei ir ao reino dos Céus tanto pela infâmia quanto pela boa fama”.

Tais eram os rumores, que Santa Paula viu-se obrigada a dividir seu patrimônio entre os filhos, reservando para suas boas obras apenas pequena parte. Devido a essa campanha organizada contra ela, mais as mortes de Blesila e de São Dâmaso no ano de 384, Santa Paula decidiu mudar-se também para a Terra Santa.

Deixou os filhos Toxocio e Rufina aos cuidados de Santa Marcela, e levou consigo a fiel Eustóquia, que queria compartilhar sua sorte. No ano de 385, embarcaram para o Oriente. São Jerônimo, que as tinha precedido, reuniu-se a elas em Antioquia. Santa Paula e a filha fizeram primeiro uma piedosa e detalhada peregrinação pela Terra Santa, indo depois para o Egito a fim de edificar-se com as virtudes dos anacoretas e cenobitas que povoavam aquela região, principalmente São Macário, Santo Arsênio e São Serápio. Depois, cedendo a um desejo do coração, fixou sua residência em Belém, como já o havia feito São Jerônimo.

Santa Paula edificou junto à igreja da Natividade dois mosteiros: um feminino, do qual ficou superiora, e no qual entraram sua filha e várias das viúvas e virgens que a haviam acompanhado à Terra Santa; outro masculino, que ficou sob a direção de São Jerônimo.

A vida nos dois mosteiros era inspirada na dos grandes anacoretas do deserto. São Jerônimo diz que “as que em outro tempo gemiam sob o peso das jóias e brocados andam agora miseravelmente vestidas, preparam os lampiões, acendem o fogo, varrem os pisos, limpam os legumes, colocam na panela fervente as ervas, preparam as mesas e correm daqui para lá dispondo de tudo”. Santa Paula e Santa Eustóquia davam o exemplo em tudo, sendo as primeiras nos trabalhos mais vis.

Uma coisa não conseguia São Jerônimo: diminuir as liberalidades de Santa Paula para com os pobres. Isso de tal maneira, que ela ficou reduzida à miséria, e ainda assim tomava emprestado para poder atender àqueles que a ela recorriam. Ela dizia: “Deus me é testemunha de que não faço nada senão pelo seu nome, e que só tenho um desejo: morrer na miséria e ser enterrada em um lençol emprestado”. São Jerônimo exclama admirado: “Que coisa mais admirável a virtude desta mulher, opulenta antigamente e hoje reduzida à última indigência!”

Paula e Eustóquia tiveram ampla participação nos trabalhos de São Jerônimo, como sábias secretárias e tradutoras. Não é exagerado dizer que Santa Paula foi a alma da grande empresa –– a tradução da Bíblia Sagrada conhecida como Vulgata. Com efeito, ela ressentia-se da escassez da exegese bíblica dos ocidentais e pressionava o santo para que remediasse a isso. Mas Jerônimo opunha sempre as repugnâncias de sua humildade. “Se bem que muito santa, Paula não deixava de ser mulher, e de um espírito fino e penetrante. Pois bem: pediu-lhe ao menos que escrevesse alguma coisa sobre a menor das epístolas de São Paulo, a dirigida a Filemon, ainda que não fosse mais que uma página de quarenta linhas. Jerônimo caiu no laço: fez o que lhe pedia, e o resto veio depois. O ‘resto’ são seus grandes comentários paulinos. ‘Para que vejas o que pode sobre mim tua vontade’”.


NA FOTO ABAIXO: SANTA PAULA, SANTA EUSTÓQUIA E SÃO JERÔNIMO




Tal vida virtuosa, tal morte santa

No ano de 395 os hunos, que encheram de ruínas o Império Romano do Ocidente, caíram como um raio sobre o Oriente. Os moradores dos dois mosteiros, com Jerônimo e Paula, fugiram. Entretanto os invasores voltaram atrás sem ter chegado ao Líbano, e os fugitivos voltaram aos seus mosteiros.

No final do ano de 403, Santa Paula caiu enferma. Suas mortificações haviam debilitado seu organismo não muito forte. Diz São Jerônimo: “Paula havia, como diz o Apóstolo, percorrido sua carreira e guardado a Deus sua fé. A hora ia soar para ela, de receber a coroa e seguir o Cordeiro por onde Ele fosse. Ela, que teve a fome sagrada da justiça, ia ser satisfeita; e já, alegre, podia cantar: ‘Tudo o que ouvimos da cidade do Deus das virtudes, iremos ver agora’”.

O bispo de Jerusalém e os da Palestina, e muitos monges e virgens, acorreram para junto do leito da digna agonizante. São Jerônimo e muitos sacerdotes e levitas já rodeavam seu leito. A ilustre Paula expirou santamente no dia 26 de janeiro do ano 404, aos 56 anos de idade.


07/06/2009 - Mensagem de Santa Paula

"-Marcos, Eu, Paula, serva de Cristo, serva da Virgem Maria, venho hoje te abençoar mais uma vez, predileto Meu, amado Meu, querido dos Santos do Céu.

E venho para abençoar e exortar mais uma vez estes filhos de Deus e da Santíssima Virgem e Meus irmãos na ordem da graça.

Venho chamar-vos ao amor abrasador, ao amor ardente que agrada ao Senhor, que consome em vós toda e qualquer semelhança com o mundo e suas obras e vos faz semelhantes ao Senhor, ao Seu amor e a Sua bondade. Quando o amor Divino se acende numa alma que o recebe, que O quer e que não lhe opõe resistência, este amor vai consumindo na alma toda e qualquer semelhança com o mundo e suas obras de morte e vai substituindo e acendendo nela o incêndio do verdadeiro amor, que a transforma cada vez mais na semelhança do seu Amado Divino e que a faz cada vez mais produzir obras de vida, obras de graça, obras de amor e salvação à semelhança das mesmas obras que fazia o seu Amado Divino, o Senhor Jesus.

Quando o incêndio do verdadeiro amor verdadeiramente se encontra em uma alma, ela não olha mais para aquilo que deixou, não sente nenhuma tristeza ou pesar daquilo mesmo que ela deixou por amor ao seu Amado Divino, pelo contrario; ela deplora cada coisa, cada momento, cada ano de sua vida que consagrou às criaturas e que à elas deu o seu amor desprezando o amor do seu Amado Divino, o Senhor Jesus. E os sinais do verdadeiro amor numa alma são:

-a alma sente uma constante saudade do seu Amado Divino;

-ela fala Dele incessantemente sempre que pode e com todos que pode;

-pensa sempre Nele;

-procura fazer tudo tendo em mira agradar tão somente a Ele;

-nada procura, nada faz sem antes consultar o Espírito Santo de sabedoria para ver se o que quer fazer agradará ao seu Amado ou O desgostará;

-a alma procura cada vez mais esforçar-se para que seu amor seja frutuoso em obras, frutuoso em orações, frutuoso em sentimentos e afetos cada vez mais incendidos de amor pelo seu Amado;

-quando sofre a alma tudo suporta por amor ao seu Amado, que, antes dela, suportou todas as dores e a mais cruel de todas, a dor da Cruz e por ela, pela alma, deu a sua vida na Cruz;

-em tudo que a alma faz, pensa, procura e diz, não busca nunca a si mesma nem a satisfação da sua vontade, nem mesmo procura o seu interesse espiritual, mas procura tão somente e unicamente amar o seu Amado Divino, amar a Jesus com todas as suas forças, com todo o seu coração, sem reservas, sem cálculos e sem medir ou regular este amor, pelo contrario; a alma que ama verdadeiramente o Senhor dilata o seu coração ao maximo que pode, para dar tudo e ela não sabe dar menos que tudo ao seu Amado Senhor.

Peço-vos, caríssimos irmãos, que abrais os vossos corações para este Divino amor que vos elegeu, que vos chamou, que vos trouxe aqui, que vos conserva a vida e que vos dá ainda tempo para que o conheçais; para que o ameis, para que então os vossos corações possam corresponder a este infinito e insondável amor, que vos amou antes mesmo que a primeira célula do vosso corpo fosse criada no ventre das vossas mães. Correspondei a este amor. Abri-vos a este amor. Não resistais mais a este amor. Não permaneçais como o mármore e o granito, frios e endurecidos diante de um tão grande incêndio de amor, que desde o alto do Céu vos busca, vos procura, vos persegue e vos chama!

No momento em que deixardes de fugir deste amor, que o abraçardes e que mesmo vos lançardes no meio das suas chamas Divinas, então as vossas almas perderão completamente a aparência feia e desfigurada que tínheis assemelhando-vos às coisas deste mundo e passareis a ter em vós a semelhança bela, a figura extraordinária, magnificente e perfeita da semelhança do vosso Senhor e do vosso amado que desde o alto do Céu pronuncia com saudade e sem cessar os vossos nomes, chamando-vos para o Sagrado Coração Dele, afim de ali vos mergulhar e vos encerrar para sempre.

Imitai de Mim o amor que Eu tive pelo Senhor, que foi abrasado e que em certos momentos poderia mesmo dar-Me a morte, se o Senhor não Me sustentasse com o Seu consolo e Sua graça e não tivesse Me reservado para coisas maiores.

Quero dar-vos este amor. Quero imprimir este amor nos vossos corações. E não descansarei enquanto Eu não completar este trabalho.

Eis que Eu vos chamo a serdes Meus discípulos na escola do amor. Se vós fordes bons alunos, dóceis, mansos, humildes e perfeitamente vos deixardes conduzir, guiar e seguir atrás de Mim então, Eu vos conduzirei aos altos vértices do verdadeiro amor, da verdadeira perfeição e da verdadeira santidade.

Somente no silencio da alma, somente quando a alma se despoja completamente de tudo, até mesmo de todo o pensamento, somente ali é que a alma pode ter um encontro de amor com o Senhor e receber Dele os influxos da Sua graça, que como torrente impetuosa quer cada vez mais comunicar-se, derramar-se e fluir nas almas e através Delas pelo mundo inteiro.

Fazei isto, fazei oração de profunda escuta, de profundo despojamento, de profunda anulação de vós mesmos, de vossa vontade e até mesmo de todo pensamento temporal, e assim vossas almas adquirirão a virtude, a habilidade de poder perceber a visita do Senhor, que quer esclarecer com a luz do Seu Espírito Santo tudo que ouvis, tudo que meditais, tudo que conheceis sem entretanto entender, e então, penetrareis nas profundezas dos mistérios do amor do Senhor por vós e vossas almas, depois do conhecimento deste amor, serão ainda mais abrasadas, mais ardentes no amor pelo Senhor, saberão o que fazer, como fazer e quando fazer. E então vossas obras e vossos atos de amor serão mais verdadeiros, mais perfeitos, mais frutuosos diante de Deus e dos homens.

A todos, Eu, neste momento, quero abençoar, quero sobretudo invocar sobre vós as maiores bênçãos do Sacratíssimo Coração de Jesus, do Coração Imaculado de Maria, a quem amei muitíssimo ao longo de toda a Minha vida e à qual dediquei os Meus mais belos anos. Também quero invocar sobre vós as mais ricas bênçãos do Coração de São José, esse Pai Amantíssimo em quem sempre fitei o Meu olhar, para aprender e imitar Dele o perfeito e o verdadeiro amor pelo Senhor e por Sua Mãe.

E neste momento digo-vos com todo o meu coração: desde antes do vosso nascimento já vos conhecia em Deus, já vos amei e já Me tornei vossa protetora, defensora, guia e mestra. Se fordes Meus discípulos, se fordes Meus alunos bem aplicados, Eu vos conduzirei às perfeições do amor, da caridade, da graça, da perfeição.

A todos hoje cubro com o Meu Manto e abençôo abundantemente."

SOME SHORT PRAYERS, TAUGHT BY HEAVEN AT THE MOST HOLY JACAREI APPARITIONS, AND TO BE PRAYED EVERYDAY

PRAYER TAUGHT BY OUR LADY AT HER APPARITIONS IN JACAREÍ, TO BE PRAYED IN HONOR AND ADORATION OF THE SACRED HEART OF HER DIVINE SON, JESUS CHRIST




"Sacred Heart of Jesus, I trust in Ye, I trust in Thy Love, I trust in Your Mercy. AMEN."




PRAYER TAUGHT BY OUR LADY AT HER APPARITIONS IN JACAREÍ, TO HASTEN THE TRIUMPH OF HER IMMACULATE HEART, AND THE ACCOMPLISHMENT OF HER MATERNAL INTENTIONS.






"Oh Most Holy Trinity, Just and Powerful! Gaze at the intentions of the Heart of Mary!
Attend to them! Accomplish them!
For the highest honor of your Beloved Daughter, of Thy Most Holy Mother, and Favourite Spouse.
Execute Her Maternal intentions, and may the world recognize Her, as its Queen and Mediatrix, in all nations, and that the Glory of Her Immaculate Heart shines throughout the world. AMEN."




LITTLE HOLY GHOST INVOCATION, (TAUGHT BY OUR LADY AT HER APPARITIONS IN JACAREÍ)




"Come Holy Ghost, through the Door of the Immaculate Heart of Mary! AMEN."






HAIL JOSEPH
(COMPOSED PRAYER BY THE SEER MARCOS TADEU, AND THROUGH DIVINE INSPIRATION)





"Hail Joseph, Elected of Grace, the Lord is with thee.
Blessed art thou amongst men
And blessed is Yours Loving Heart, Our Co-redeemerand support of Jesus and Mary.
Saint Joseph, Father of Son of God, and our Father
Assist us sinners, now, and at our last hour. AMEN."




PRAYER OF THE HOLY MEDA OF PEACE, TAUGHT BY OUR LADY AT HER APPARITIONS IN JACAREÍ, (AND TO BE PRAYED, WHILE HOLDING THE PEACE MEDAL)





"Oh Mary, Virgin of the Medal of Peace, That on it, crushes the infernal serpent, come to help us, and repel evil forces far away from us.
Wherever it is, May the Medal of Peace defeat the evil forces, defeat the enemy of God and plant seeds of Peace.
May the Medal of Peace be our shield of peace, and that win through it, the God's Love.
Mother of the Rosary of Peace, pray for us!
Jesus, Mary and, Holy Ghost, I love Ye, save us from the harm of hell. AMEN."

25 DE JANEIRO DE 2012 - MENSAGEM DE NOSSA SENHORA DE MEDJUGORJE,Á VIDENTE MARIJA PAVLOVIC



Que soy era Immaculada Councepciou - Lourdes - França



ENGLISH - MESSAGE ,25 .JANUARY 2012

“Dear children! With joy, also today I call you to open your hearts and to listen to my call. Anew, I desire to draw you closer to my Immaculate Heart, where you will find refuge and peace. Open yourselves to prayer, until it becomes a joy for you. Through prayer, the Most High will give you an abundance of grace and you will become my extended hands in this restless world which longs for peace. Little children, with your lives witness faith and pray that faith may grow day by day in your hearts. I am with you. Thank you for having responded to my call.”


ITALIAN - MESSAGGIO,25.GENNAIO 2012

"Cari figli! Anche oggi vi invito con gioia ad aprire i vostri cuori e ad ascoltare la mia chiamata. Io desidero avvicinarvi di nuovo al mio cuore Immacolato dove troverete rifugio e pace. Apritevi alla preghiera affinché essa diventi gioia per voi. Attraverso la preghiera l’Altissimo vi darà l’abbondanza di grazia e voi diventerete le mie mani tese in questo mondo inquieto che anela alla pace. Figlioli, testimoniate la fede con le vostre vite e pregate affinché di giorno in giorno la fede cresca nei vostri cuori. Io sono con voi. Grazie per aver risposto alla mia chiamata.”


DEUTSCH - BOTSCHAFT,25.JANUAR 2012

„Liebe Kinder! Mit Freude rufe ich euch auch heute: öffnet eure Herzen und hört meinen Ruf. Ich möchte euch von neuem meinem Unbefleckten Herzen näher bringen, wo ihr Zuflucht und Frieden finden werdet. Öffnet euch dem Gebet, bis es euch zur Freude wird. Durch das Gebet wird euch der Allmächtige die Fülle der Gnade geben und ihr werdet meine ausgestreckten Hände in dieser unruhigen Welt, die sich nach Frieden sehnt, werden. Meine lieben Kinder, bezeugt mit euren Leben den Glauben und betet, dass der Glaube von Tag zu Tag in euren Herzen wächst. Ich bin mit euch. Danke dass ihr meinem Ruf gefolgt seid!“


FRANÇAIS - MESSAGE,25.JANVIER 2012

« Chers enfants, avec joie, aujourd'hui encore, je vous invite à ouvrir vos coeurs et à écouter mon appel. A nouveau je désire vous rapprocher de mon Coeur Immaculé, où vous trouverez refuge et paix. Ouvrez-vous à la prière, jusqu'à ce qu'elle devienne joie pour vous. A travers la prière, le Très-Haut vous donnera une abondance de grâce, et vous deviendrez mes mains étendues dans ce monde inquiet qui languit après la paix. Témoignez de la foi, petits enfants, par votre vie, et priez pour que la foi croisse de jour en jour dans vos coeurs. Je suis avec vous. Merci d’avoir répondu à mon appel.»


ESPANHOL - MENSAJE,25.ENERO 2012

"¡Queridos hijos! Con alegría también hoy los invito a abrir sus corazones y a escuchar mi llamado. Yo deseo acercarlos de nuevo a mi Corazón Inmaculado, donde encontrarán refugio y paz. Abranse a la oración, hasta que ésta se convierta en alegría para ustedes. A través de la oración, el Altísimo les dará abundancia de gracia y ustedes llegarán a ser mis manos extendidas en este mundo inquieto que anhela la paz. Hijitos, testimonien la fe con sus vidas y oren para que la fe crezca en sus corazones día tras día. Yo estoy con ustedes. Gracias por haber respondio a mi llamado."


PORTUGUÊS -Mensagem do dia 25 de janeiro de 2012 à Marija Pavlovic-Lunetti

“Queridos filhos! Tambem hoje os convido com alegria a abrirem os seus corações e a escutarem o Meu chamado. Eu desejo aproximá-los de novo ao Meu Coração Imaculado onde encontrarão refúgio e paz. Abram-se à oração até que ela se torne alegria para vocês. Através da oração o Altíssimo os dará a abundância de graças e os tornarão as Minhas mãos estendidas neste mundo inquieto que anseia a paz. Filhinhos, testemunhem a fé com as suas vidas e rezem a fim de que, dia a dia, a fé cresça nos seus corações. Eu estou com vocês. Obrigada por terem respondido ao Meu chamado.”

terça-feira, 24 de janeiro de 2012

DIA 22 DE JANEIRO - MENSAGEM DE NOSSA SENHORA E SANTA HILDEGARDA , COMUNICADAS AO VIDENTE MARCOS TADEU,NO SANTUÁRIO DAS APARIÇÕES DE JACAREÍ





MENSAGEM DE NOSSA SENHORA

“-Meus queridos filhos, hoje, convido-vos novamente à conversão. Vim chamar o mundo à conversão nestas APARIÇÕES DE JACAREÍ pela última vez, depois que estas Aparições terminarem nunca mais voltarei a este mundo.

CONVERTEI-VOS SEM DEMORA! POIS O AVISO ESTÁ ÀS PORTAS, O CASTIGO É IMINENTE E VÓS CONTINUAIS DORMINDO TORPORIZADO NOS VOSSOS PECADOS E DEFEITOS SEM PROCURARDES A VOSSA CONVERSÃO, A VOSSA SANTIFICAÇÃO E O VOSSO APERFEIÇOAMENTO ESPIRITUAL.

Venho convidar-vos outra vez a escutardes as batidas do Meu Coração e a deixardes o fogo de amor do Meu Coração entrar nos vossos corações e transformá-los completamente. Deixai a Minha Chama de Amor entrar nos vossos corações e transformar-vos completamente de pântano e pecado e em jardim de graça, beleza e santidade.

Deixai-Me arrancar até a raiz todas as plantas más que existem nas vossas almas, os apegos, os pecados, o mal que ainda está em vós. Deixai-Me também tirar de vós Meus filhinhos aqueles resíduos de mal e de pecado, dos quais os Santos tanto vos falaram e que ainda permanecem em vós mesmo depois da vossa conversão, pois o mal sempre deixa o seu traço na alma que o praticou. Assim como alguém não pode andar num pântano, sair dele sem sujar os pés, assim também uma alma não pode ter cometido um pecado sem restar na sua alma resquícios de mal, e Eu quero Meus filhos livrar-vos até mesmo destes resquícios de mal. Permiti, portanto, que a Minha Chama de Amor vos queime, vos purifique, vos abrase de tal modo até reduzir as cinzas todo o resíduo de mal, de pecado, de amor ao mundo e de más inclinações que ainda restam dentro dos vossos corações.

Eu quero transformar-vos em flores de grande pureza, grande amor, grande beleza e santidade, para que Eu possa oferecer à Santíssima Trindade, para tanto vós deveis deixar-vos verdadeiramente queimar abrasar na Minha Chama de Amor, para que Eu possa purificar-vos de tal modo que não reste uma nódoa, uma mancha sequer de pecado e de mal em vós. Por isso, peço-vos uma docilidade sem limites, uma obediência sem reservas a tudo quanto Eu vos tenho pedido aqui, para que assim Eu complete em vós a obra que já comecei, grande coisa, grande instrumento nas Minhas Mãos para realizar em vós esta obra que mencionei de purificação e santificação são as orações que Eu vos dei aqui, e que o meu filho Marcos gravou para vós por meio destas orações vos purifico muito, queimo em vós as sementes de mal que ainda restaram em vós, faço germinar as sementes de bem, de bondade, de amor e de santidade, purifico e limpo até os mais escondidos recônditos das vossas almas e assim meus filhos, todos os dias vos faço sempre mais avançar para aproximar-vos daquela beleza extremada, daquela santidade consumada que tanto quero e espero de vós.

Deixai-vos, deixai-vos purificar, deixai-vos abrasar pela Minha Chama de Amor de forma que todos os dias Eu possa sempre mais levar-vos a uma maior mortificação da vossa vontade, do vosso próprio querer, de forma que vós possais libertar-vos de todas as escravidões e correntes que ainda vos prendem a este mundo, às coisas contrárias a Deus e passageiras, para que assim, sempre mais livres possais crescer no amor de Deus sempre mais até atingir a plenitude do amor que os santos atingiram. Eu quero levar-vos a viver na transcendência divina já nessa vida, guiando-vos pela perfeita via do amor, do amor verdadeiro a Deus, da qual os Santos são os vossos amigos, mestres e irmãos maiores que tanto podem vos ajudar a avançardes e a crescer nesta via do amor.

Eu estarei ao vosso lado também para vos ajudar e se vós não colocardes obstáculos para a Minha Chama de Amor nos vossos corações, se não resistirdes à Minha vontade e às Minhas Mensagens vou levar-vos a esta grande perfeição no Amor, vos levarei muito, muito longe na via do perfeito amor.

Aceitai Minha Chama de Amor! Abraçai Minha Chama de Amor! Respondei sim à Minha Chama de Amor! Deixai que Ela atue em vós, que Ela queime no vosso coração tudo quanto não é de Jesus, tudo quanto não é Meu, não vem de Mim e deixai que Ela transforme a pedra de gelo do vosso coração numa verdadeira fornalha onde tudo o que é contrário a Deus é queimado e consumido e onde tudo aquilo que vem do Espírito Santo, do fogo purificador e santificador do Espírito Santo cresce e arde sempre mais!

Meus filhos, preparai-vos com muita oração para o Aniversário das Minhas Aparições Aqui, agradecendo comigo a Deus por ter Me permitido permanecer aqui convosco nesta escola de santidade que há 21 anos Eu abri e da qual o primeiro aluno é o Meu filhinho Marcos e depois todos vós porque esta Escola de Santidade está destinada a dar muita glória a Deus e a gerar muitos santos para o Céu.

Agradecei Comigo a Deus por ter me permitido fazer Aqui Minha Escola de Salvação, de oração, de Conversão e de santificação de onde Eu tirarei a maior glória e o mais perfeito louvor para a Santíssima Trindade de todos os tempos!

A todos neste momento abençôo generosamente de LOURDES, de PONTMAIN e de JACAREÍ.

A Paz Meus filhos, a Paz Marcos o mais esforçado e dedicado de Meus filhos, segue em frente na tua dedicação sem se preocupar com quem te é contrário porque não são contrários a ti, mas na verdade são contrários a Mim e Eu saberei colocá-los todos em escabelo de Meus pés.

Segue avante guerreiro do Meu Coração Imaculado e leva cada vez mais almas para dentro do Aprisco Seguro do Meu Coração Imaculado! A Paz, Meus Filhos.”

(GRANDE PAUSA)

MENSAGEM DE SANTA HILDEGARDA

(Marcos:) “-Oh! Que alegria poder vê-la! Há tanto que a admiro, que a amo, que lhe rezo! Há tanto!

“-Meus amados irmãos! Eu, HILDEGARDA, serva de Deus, de Maria Santíssima, de São José, venho hoje abençoar-vos e dar-vos a Paz.

Vivei sempre mais no Espírito de Deus, procurando a santidade, procurando mais o que é celeste do que aquilo que é terrestre, para que verdadeiramente em vós cresça o germe da vida verdadeira no Senhor, cresça em vós o amor divino, cresça em vós a santidade, cresça em vós a própria luz da Santíssima Trindade.

Vivei sempre mais no espírito de Deus, procurando fugir de tudo aquilo que é contrário ao Espírito Santo, fugir de tudo aquilo que o contrista, que o magoa, que o ofende e procurando sempre mais aquilo que O agrada, aquilo que Lhe apraz, aquilo que verdadeiramente vos torna dignos templos do Espírito Santo.

Procurai, portanto, as virtudes praticando sempre mais: A FÉ, A ESPERANÇA, A CARIDADE, A JUSTIÇA, A TEMPERANÇA, A FORTALEZA, O AMOR. De forma que vós sejais templos honoríficos do ESPÍRITO SANTO, para que Ele em vós reproduzam as obras de graça que produziu em vós em primeiro lugar, na própria SANTÍSSIMA VIRGEM, o Seu maior, mais sublime e incomparável templo, depois no grandíssimo SÃO JOSÉ em cuja alma o Espírito Santo realizou obras e maravilhas de graças tão grandes que somente no Céu São José poderá revelar-vos tudo quanto o Espírito Santo realizou Nele, pois em mente mortal, em carne mortal um tal conhecimento seria para vós tão grande, tão imenso que não seria possível vós conhecerdes estas grandezas em carne mortal. Não poderíeis compreender mesmo que fosseis Anjos, as grandes maravilhas que o Todo Poderoso realizou na alma de São José! E então, o Espírito Santo poderá reproduzir também em vós aquelas grandes obras e maravilhas de graça que realizou em todos Nós os Santos e vós também conhecereis aquela alegria, aquela felicidade, aquela vida perfeita e divina que Nós conhecemos e na qual vivemos aqui nesta Terra.

Se vós viverdes no Espírito Santo mantendo uma profunda e poderosíssima união com Ele, se vós viverdes no Espírito Santo, procurando cada vez sempre mais aquilo que Lhe agrada, obedecendo as Mensagens que Ele vos deu aqui, seguindo os conselhos que Nós os Santos juntamente com a Mãe de Deus, São José e os Anjos vos demos aqui nestas Aparições, o Espírito Santo descerá sobre vós com poder. Ele queimará nos vossos corações tudo aquilo que ainda é mundano, tudo aquilo que é contrário ao amor Dele, vai ascender em vós uma chama viva de amor que arderá cada dia mais, cada vez mais até atingir a plenitude. E então, vós sereis cópias, reflexos vivos daquilo mesmo que Eu fui, uma chama viva do Espírito Santo, uma fornalha ardente que caminhava sobre a Terra abrasando tudo e todos que tinham contato Comigo. Então, o fogo do amor do Espírito Santo se alastrará de coração a coração e assim este mundo se transformará no reino do Espírito Santo, onde todos serão estrelas ardentes, chamas de amor vivo por Ele e todos lhe darão honra, glória e louvor.

Vivei no Espírito Santo rezando cada dia mais e melhor, procurando rezar com o coração, abrindo espaço nos vossos corações para o Espírito Santo entrar e agir e a realizar Sua grande obra de santificação e salvação. Desta forma, vós vivereis todos os dias como templos do Espírito Santo, onde Ele habita, repousa, descansa e acha Suas delícias. Procurai cultivar uma vida de verdadeira união com Ele, renunciando a vossa vontade e aceitando a Dele, dando os vossos corações completamente a Ele para que Ele possa encher-vos com a Sua Paz, Seu Amor, Sua Alegria, Sua Felicidade, Sua Presença.

Então todas as palavras que saírem da vossa boca serão espírito e vida, porque a vossa boca transbordará daquilo de que o coração está cheio, ou seja, do próprio Espírito Santo. Rezai mais a Ele, adorai-O mais no dia a dia dando a Ele ferventes orações dos vossos corações. Então, Ele vos cobrirá com as Suas grandes e luminosas asas de Amor, Ele vos envolverá com a Sua luz infinita que não conhece ocaso e na vossa alma nunca mais existirá noite de pecado, de tristeza ou de confusão alguma, mas tudo será dia de alegria, dia de luz, dia de graça.

Eu, HILDEGARDA, estou convosco, nesses tempos da grande Apostasia, da perda da verdadeira fé, que como um câncer corroeu toda a fé pura que havia dentro da Igreja, nesses tempos maus em que viveis: de violência, egoísmo, impiedade, maldade e crueldade, Eu venho para vos chamar à verdadeira conversão que conduz a Deus e que poderá salvar este mundo atraindo para vós novos dias de Paz. Os tempos são maus Meus irmãos, por isso:

QUEM REZA POUCO SE COLOCA-SE EM GRANDE PERIGO DE CONDENAÇÃO, QUEM NÃO REZA JÁ ESTÁ CONDENADO E SOMENTE QUEM MUITO REZAR CONSEGUIRÁ CHEGAR NO TRIUNFO DO CORAÇÃO IMACULADO DE MARIA, PURO E SANTO PARA RECEBER A COROA DA VITÓRIA.

Eu, HILDEGARDA, ofereço-vos a Minha Mão a Minha ajuda, a Minha proteção para vos ajudar nesses tempos maus em que viveis, para vos conduzir seguramente à vitória, à salvação e ao Céu. Se vós aceitardes a Minha Mão, a Minha ajuda, se vos deixardes dirigir por Mim, vos conduzirei sem erro, sem demora, sem equívoco algum até o aprisco seguro dos Corações Unidos de Jesus, Maria e José.

Vinde! Eu abro agora o meu Manto para todos aqueles que quiserem entrar Nele e viver debaixo da Minha proteção, do Meu amparo e do Meu Amor!

Se vós fordes como Meus verdadeiros discípulos vos guiarei e conduzirei pela via do perfeito amor por onde Eu mesma segui e caminhei antes de vós e que Me fez chegar a uma belíssima morada, uma das mais excelsas e elevadas que existem no Paraíso, no reino do Céu.

A todos vós neste momento, peço que continueis com todas as orações que a MÃE DE DEUS, que os SAGRADOS CORAÇÕES vos deram aqui, sobretudo o Terço das LÁGRIMAS DE SANGUE, que é tão poderoso para afugentar os demônios, libertar os pecadores aprisionados no pecado mortal, nas garras de Satanás e para alcançar para vós potentes milagres da Misericórdia do Altíssimo.

USAI, USAI A MEDALHA DO CORAÇÃO DE SÃO JOSÉ COM MUITO AMOR! POIS EU VOS DIGO SE NO MEU TEMPO, SE A MIM SÃO JOSÉ TIVESSE REVELADO A MEDALHA DO SEU CORAÇÃO, QUE ELE REVELOU AO MARCOS AQUI NESTAS APARIÇÕES PARA DAR A VÓS, EU DARIA A MINHA VIDA MIL VEZES PARA AGRADECER A GRAÇA DE RECEBER A SUA MEDALHA. E SE SÃO JOSÉ TIVESSE ME DITO QUE EU DEVERIA DERRAMAR TODO O MEU SANGUE PARA ALCANÇAR A GRAÇA DE RECEBER A MEDALHA DELE EU DARIA A MINHA VIDA SEM EXITAÇÃO PARA RECEBER ESTA GRAÇA QUE É GRANDE, IMENSA E QUE DEIXA CÉUS E TERRA ADMIRADOS, ESPANTADOS COM A GRANDEZA DA MISERICÓRDIA E DO AMOR QUE SÃO JOSÉ TEM POR ESTE SANTO LUGAR, PELO MARCOS E TAMBÉM POR VÓS MEUS IRMÃOS, MEUS QUERIDOS AMIGOS.

Eu, HILDEGARDA, prometo alcançar do CORAÇÃO DE SÃO JOSÉ para todos os que usarem a MEDALHA DELE copiosas graças, copiosas benção e, sobretudo, a proteção contra todos os seus inimigos espirituais e temporais.

A todos neste momento abençôo generosamente.”

“Os escravos tocam os sinos, reverenciando a subida da Celestial Rainha e Mensageira da Paz com Santa Hildegarda ao Céu, termina a Aparição.”


FILME SOBRE A VIDA DE SANTA HILDEGARDA.AUDIO ORIGINAL EM ALEMÃO E LEGENDA EM ESPANHOL:VISION - Aus dem Leben der Hildegard von Bingen


sábado, 21 de janeiro de 2012

DIA 22 DE JANEIRO - DIA DA BEATA LAURA VICUÑA




Laura Carmem Vicuãa nasceu em Santiago do Chile em 05 de abril de 1891. Laura é a primeira filha do casamento de José Domingo Vicuña e Mercedes Pino.

José Domingo, o pai de Laura, é militar. Mercedes é simples, boa trabalhadora, delicada. Em 1894, logo após o nascimento da segunda filha, Julia Amanda, seu marido morre deixando as três com a situação financeira muito difícil.

Mercedes tinha que trabalhar para sustentar as filhas pequenas, mas não conseguia o suficiente para sobreviverem. Decide imigrar para a Argentina, mas lá a situação fica ainda pior. Tanta incerteza e dificuldade a abatem por completo. Então aceita o apoio seguro de um rico fazendeiro de Quilquihué, para garantir a proteção de suas filhas.

Em Quilquihué, Laura e Júlia começam a desfrutar do bem-estar daquela da região andina. Naqueles anos, as freiras Filhas de Maria Auxiliadora tinham aberto um Colégio na cidade vizinha. Mercedes com a ajuda do companheiro matricula as suas duas filhas no Colégio em regime de internato.

No colégio Laura observa, escuta, reflete e descobre pouco a pouco, o segredo da serenidade e da paz que irradiam da vida das freiras. Descobre o que é o Amor de Deus e que Deus está presente em todos os homens. Pensa que ela própria poderia se tornar uma daquelas freiras Filha de Maria Auxiliadora.

Porém, recebe um golpe muito duro. Naquela região, era muito freqüente que as garotas se casassem muito jovens. Por isso as freiras falavam com muita clareza sobre o Sacramento do Matrimônio às suas alunas. Laura escuta e imediatamente compreende que sua mãe vive com o companheiro sem ser casada e que só se submeteu em troca do bem-estar de suas filhas. Laura não condena a sua mãe, porém lutará para devolver-lhe a liberdade, para fazê-la conhecer o verdadeiro amor, para afastá-la do companheiro e reconciliá-la com Deus.

No Internato, comunica a seu confessor sua decisão: "Ofereço a Deus a minha vida pela salvação de minha mãe".Laura ingressa no convento das freiras Filhas de Maria Auxiliadora se entrega à Deus e as penitências por sua mãe, mas adoece gravemente e morre com13 anos de idade, em 22 de janeiro de 1904. Antes de morrer, ela revela à mãe o seu segredo, obtendo dela a promessa de mudar de vida e de começar uma vida nova.

O Papa João Paulo II beatificou Laura Vicuña, em 3 de setembro de 1988, e suas relíquias estão na capela do convento das Filhas de Maria Auxiliadora em Bahia Blanca, Argentina.



ESPANHOL







AVE MARIA DE LAURA VICUÑA

DIA 21 DE JANEIRO - DIA DE SANTA INÊS, VIDA E MENSAGENS DELA DADAS NO SANTUÁRIO DAS APARIÇÕES DE JACAREÍ, AO VIDENTE MARCOS TADEU.




Entre as heroínas da Igreja primitiva, que derramaram o sangue em testemunho da fé é Santa Inês aquela a que os Santos Doutores da Igreja tecem os maiores elogios. São Jerônimo, em referência a esta santa, escreve: “Todos os povos são unânimes em louvar Santa Inês, porque vencendo a fraqueza da idade e o tirano, coroou a virgindade com a morte do martírio”. De modo semelhante se exprimem Santo Ambrósio e Santo Agostinho. Com Maria Santíssima e Santa Tecla, Santa Inês é invocada para obter-se a virtude da pureza.

Inês nasceu em Roma, descendente de família nobre. Logo que soube avaliar a excelência da pureza virginal, ofereceu-a a Deus, num santo voto. A riqueza,formosura e nobre origem de Inês fizeram com que diversos jovens, de famílias importantes de Roma a pedissem em casamento. A todos Inês respondia que seu coração já pertencia a um esposo invisível a olhos humanos. Do amor ao ódio é só um passo.

As declarações de amizade e afeto dos pretendentes seguiu-se a denúncia, que arrastou a donzela ao tribunal, para defender-se contra a acusação de ser cristã. A maneira por que o juiz a tratou para conseguir que abandonasse a religião, obedeceu ao programa costumeiro em tais ocasiões: elogios, desculpas, galanteios e promessas. Experimentada a ineficácia destes recursos, entravam em cena, imposições, ameaças, insultos, brutalidades. O juiz fez a Inês saborear todos os recursos da força inquisitorial da justiça romana.

Inês não se perturbou. Mesmo quando lhe mostraram os instrumentos de tortura, cujo simples aspecto era bastante para causar espanto ao homem mais forte, Inês os olhou com indiferença e desprezo. Arrastada com bruteza ao lugar onde se achavam imagens de deuses e intimada a queimar incenso, a donzela levantou as mãos puríssimas ao céu, para fazer o sinal da cruz. No auge do furor, vendo baldados todos os esforços e posta a ridículo sua autoridade, o juiz teve uma inspiração diabólica: de mandar a donzela a uma casa de pecado. Inês respondeu-lhe: “Jesus Cristo vela sobre a pureza de sua esposa e não permitirá que lh’a roubem. Ele é meu defensor e abrigo. Podes derramar o meu sangue. Nunca, porém, conseguirás profanar o meu corpo, que é consagrado a Jesus Cristo”.

A ordem do juiz foi executada e daí a pouco Inês se achava no lugar da prostituição. Dos diversos rapazes que lá estavam, só um teve o atrevimento de aproximar-se de Inês, com malignos intuitos. No momento, porém, em que ia estender a mão contra ela, caiu por terra , como fulminado por um raio. Os companheiros, tomados por um grande pavor, tiraram o corpo do infeliz e levaram-no para outro lugar. Não estava morto, como todos supuseram no primeiro momento, mas aos olhos faltou-lhes a luz. Inês rezou sobre ele e a cegueira desapareceu.

O juiz, profundamente humilhado com esta inesperada vitória da Santa, deu ordem para que fosse decapitada.

Ao ouvir esta sentença, a alma de Inês encheu-se de júbilo. Maior não podia ser a satisfação e a alegria da jovem noiva, ao ver aproximar-se o dia das núpcias, que o prazer que Inês experimentou, quando ouviu dos lábios do juiz o convite para as núpcias eternas com Jesus Cristo, seu celeste esposo. O algoz tinha recebido ordem para, antes de executar a sentença de morte, convidar a Inês para prestar obediência à intimação do juiz. Feito pela última vez Inês com firmeza o rejeitou. Ajoelhando-se, inclinou a cabeça, ao que parecia para prestar a Deus a última adoração aqui na terra, quando a espada do algoz lhe deu o golpe de morte. Os circunstantes, vendo este triste e ao mesmo tempo grandioso espetáculo, soluçavam alto.

Santa Inês completou o martírio aos 21 de janeiro de 304 ou 305. tendo apenas a idade de 13 anos. No tempo do imperador Constantino foi construída em Roma uma Igreja dedicada à gloriosa mártir.

Santa Inês é padroeira das Filhas de Maria, por causa da sua pureza Angélica. Os jardineiros também a veneram como padroeira, por ser o modelo perfeito da pureza, como Maria Santíssima, que é chamada “hortus conclusus”, horto fechado. É padroeira dos noivos, por ter-se chamado esposa de Cristo. Do nome Inês há duas interpretações, a grega e a latina. Inês em grego é Hagne, isto é, pura; em latim, agna significa cordeirinho. Na Igreja latina prevaleceu esta interpretação. Dois dias depois da sua morte, a mártir apareceu a seus pais, acompanhada de um grupo de virgens, tendo ao seu lado um cordeirinho. Santo Agostinho admitia as duas interpretações. “Inês, diz ele, significa em latim um cordeirinho e em grego, a pura”. – No dia da festa desta Santa, na sua igreja em Roma são apresentados e bentos cordeirinhos, de cuja lã são confeccionados os “palliums” dos Arcebispos.


MENSAGENS

(01/01/2007) Mensagem de Santa Inês

“- Irmãos Caríssimos, Eu, Inês serva do Senhor e da Mãe de Deus, dou-vos hoje o meu amor e minha Paz. Venho do Céu para vos oferecer minha ajuda, minha proteção e a minha luz. Estou nas maiores alturas do paraíso, bem próxima da Mãe de Deus e da Santíssima Trindade. Posso muito ajudá-los e quero fazê-lo, mas a condição é que peçais a minha intercessão, a minha proteção e a minha ajuda. Sede fiéis a oração do Rosário Meditado que o Marcos faz, pois é o Rosário que mais glorifica a Mãe de Deus e a Santíssima Trindade pois nele o homem ouve a voz da própria Mãe de Deus nas Suas Mensagens a ensiná-lo, admoestá-lo adverti-lo, censurá-lo, encorajá-lo, iluminá-lo e discipliná-lo. Sede fiéis na Trezena, na Setena, na Hora de São José, do Espírito Santo, na Hora da Paz. Sede fiéis a todas essas orações que os Sagrados Corações aqui vos deram e que o Marcos faz e dá para vocês. Essas orações são o alimento forte, santo e sadio e sempre conservará as vossas almas em perfeita saúde espiritual. Aquele que rezar e for fiel a essas orações, nunca sofrerá de nenhuma doença espiritual... nunca!... E se, por ventura, alguma vez tiver a infelicidade de adoecer espiritualmente, rapidamente se levantará e voltara de novo à saúde espiritual.



Eu, Inês, sou vossa irmã e amiga. Quero, posso e devo ajudá-los. Mas rezai-me, invocai-me nos sofrimentos, nas dificuldades e Eu serei como que um ‘muro de proteção’ a vossa volta para vos defender dos ataques de satanás, das tentações, dos maus pensamentos, dos maus desejos. E vos defenderei, vos darei forças nos momentos de provação. Irmãos caríssimos, tende uma devoção profundíssima à Santíssima Virgem, pois eu vos digo, foi essa devoção que me deu forças para vencer todos os sofrimentos e martírios e alcançar o Céu onde estou agora feliz para sempre. Eu vos digo, de nada vale ao homem possuir tudo se não possui a verdadeira devoção à Mãe de Deus. Por isso amai-A, amai-A muito, certos de que jamais, jamais vencereis Nosso Senhor Jesus Cristo em Seu Amor à Santíssima Virgem pois Ele foi o que mais A Amou. Por isso, nunca penseis que já A amais bastante ou até que A amais demais. Não! Ninguém jamais amará a Santíssima Virgem mais do que Jesus. Por isso, por isso amai-A muito, amai-A de tal forma que para vós amá-LA seja mais precioso do que a própria vida.



Amai-A e antes desejai perder a vossa própria vida do que perder vosso amor e devoção por Ela. Metei a devoção à Santíssima Virgem dentro de vosso Coração. Fechai-a a chave e jogai a chave em minhas mãos para que eu a guarde de forma que o demônio nunca possa prejudicar, enfraquecer ou destruir esse amor e essa devoção à Mãe de Deus dentro dos vossos corações. A todos, a Paz.”


01/01/2008 - MENSAGEM DE SANTA INÊS

“- Marcos, amado Irmão Meu, como estou feliz por rever-te novamente!
Há um ano atrás, Eu INÊS, vinha juntamente com Águeda e a Nossa RAINHA para te abençoar e para te confiar uma Mensagem...

Naquela ocasião, a Mãe de DEUS disse que se Ela não fosse atrapalhada por vós, vos levaria a um alto grau de santidade!

Hoje, repito-vos a mesma coisa: - Se vós colaborardes, ou seja; se trabalhardes junto com a Mãe de DEUS, Ela vos levará a um alto grau de santidade...

Infelizmente o ser humano, é muito mais decidido pelo pecado e pelo mal, do que pela virtude e pelo bem; satanás sabe disso e se aproveita desta fraqueza da natureza humana, para levar todos de abismo em abismo, até a perdição.

A natureza angélica não se cansa e a natureza de satanás embora decaída, é uma natureza angélica; portanto nunca se cansa de tentar o homem para o mal.

Enquanto que o homem diante do sofrimento retrai-se, desanima, enquanto a sua vontade não é realizada, revolta-se e pára! Esta loucura dos mortais é o que os leva à perdição...

Por isso, é necessário que se levantem os valorosos guerreiros da fé! Que lutem por Ela sem cansar, sem desanimar, sem retrair-se e que não tenham nenhum traço de pusilanimidade, de ânimo fraco!

Somente quando estes valorosos guerreiros levantarem-se para trabalhar continuamente, mesmo sofrendo, para a glória de DEUS e a salvação das almas; o mundo chegará à perfeita e verdadeira paz!

Convido-vos a imitardes a Minha constância, a imitardes a minha fé, para que então verdadeiramente Eu possa conduzir-vos àquela fidelidade e aquele amor que DEUS espera de todos vós!

O inimigo, o demônio não se vence com palavras, mas, o único modo de triunfar na tentação, é fechando a porta dos sentidos para ela e não consentindo com nenhuma imagem, sugestão, palavra ou idéia que o demônio sugira na vossa fantasia, na vossa imaginação.

Somente quando a porta dos sentidos se fecharem e entrardes na verdadeira fortaleza interior, no castelo interior de vossas almas, triunfareis de todas as tentações e de todas as sugestões do demônio.

Eu, INÊS exorto-vos mais uma vez: - Permanecei fiéis à SANTÍSSIMA VIRGEM MARIA em sua escola de santidade e de amor! Pois todos os que o fizeram triunfaram do demônio, da carne, do mundo e chegaram à bem aventurança eterna.

Eu estarei sempre convosco, para vos ajudar... A cada dia que passa Eu vos amo mais...A paz Marcos...”



16/03/2008 - Mensagem de Santa Inês

“- Irmãos caríssimos, eu... Inês... serva do Altíssimo e da Virgem Maria, saúdo-vos e dou-vos a paz.

O amante..., assemelha-se ao amado... É a propriedade mais peculiar do amor, TORNAR O QUE AMA SEMELHANTE AO OBJETO AMADO. Se os vossos corações amam as criaturas, se assemelharão a elas e até mais..., serão escravos delas porque o amor não somente assemelha ao que ama ao objeto amado, mas também faz com que o que ama submeta-se ao ser amado.

Por isso a alma que está apegada as criaturas e que as ama desordenadamente não pode unir-se com Deus porque o amor que ela sente pelas criaturas faz com que ela assemelhe-se a elas impedindo assim, que ela conforme-se á pura e perfeita imagem de Deus.

Ha que portanto renunciar ao apego ás criaturas para que então a alma possa conformar-se a perfeita e santa imagem de Deus. A medida que a alma for se unindo a Deus pelos laços estreitos e misteriosos do amor sobrenatural, do amor amizade, a alma mais e mais conformar-se-á com a perfeita imagem de Deus sem ruga..., sem mancha ..., sem nódoa...

Deus é luz que não conhece sobras e quanto mais a alma assemelhar-se a Ele mais perfeitamente reproduzirá a perfeita imagem de Deus sem sobra sem ocaso...
A alma que está ainda apegada as criaturas não venceu a carne, portanto não pode entrar na sala do banquete do rei pois ainda não tem aquela veste nupcial que é o amor sobrenatural e transcendental que faz com que a alma se torne digna e conviva do banquete do reino.

A alma deve sempre mais recorrer ao socorro Divino para que vença-se a si mesma e possa livremente alcançar o amor puro e transcendental.

Eu estou aqui para ajudar-vos alcançar este puro amor e ajudar-vos a unir as vossas almas a Deus de um modo tão sobrenatural e forte que nada..., nem a morte, nem o inferno nem criatura alguma possa separar-vos de Deus...

Recorrei a Mim que estou sempre pronta a ajudar-vos...

Eu, Inês abençôo-vos agora...”


17/08/2008 – Mensagem de Santa Inês

“-Irmãos caríssimos... Eu, INÊS, Serva do SENHOR e de MARIA SANTÍSSIMA novamente vos saúdo e dou a Minha Paz!

Sede do SENHOR!... Por uma prefeita e total entrega de vós mesmos a ELE e ao Seu AMOR!

Sede do SENHOR!... Conformando a vossa vida, com a Lei de Amor do SENHOR e procurando corresponder ao Amor d'ELE, com todas as vossas forças todos os dias de vossas vidas!

Sede do SENHOR!... Afastando-vos de tudo que a ELE ofende e magoa, para que assim; os vossos corações permaneçam sempre na fidelidade ao SENHOR e à Sua Vontade.

Sede do SENHOR!... Procurando cada vez mais aquilo que O agrada, contenta e alegra; fazendo de vossa vida uma constante e perene Canção de Amor Àquele que vos criou do nada; que vos conserva e mantém, que vos alimenta e vos guarda o Seu Amor, para servir-Lo e dar-Lhe Glória!

Sede do SENHOR!... Fazendo como Eu fazia, afastando-vos de tudo e de todos que procura afastar os vossos corações do SENHOR, e mesmo usurpar os vossos corações; para que assim as vossas almas livres de todos os apegos e laços terrenos, possam interiormente ser livres em verdade e em vida.

Sede do SENHOR!... Procurando cada vez mais amá-Lo, conscientes de que o grau de amor com o qual chegardes no fim de vossa vida, será este grau de amor que vós tereis prolongado no Céu! Por isso, é somente o tempo desta vida que tendes, para aprender o ‘Perfeito Amor` do SENHOR.

Procurai-O... Procurai amá-Lo! Procurai aumentar o vosso amor enquanto ainda é DIA e podeis trabalhar; porque logo virá a NOITE e então, já não se pode mais trabalhar... E aquilo que cada um tiver juntado no fim do DIA do trabalho, é isso mesmo o que terá por pagamento.

Sede só do SENHOR... Procurando ser Seus Apóstolos dos Últimos Tempos; Apóstolos da Luz; que levam a Sua Graça, a Luz de Seu Amor e de Sua Presença para este mundo imenso nas trevas, dominado pela apostasia e pelo espírito do mal!

Sede só do SENHOR... No meio de uma humanidade dominada pela violência, pelo egoísmo, pela impureza, pela maldade e por uma grande escuridão que a cega e sufoca...

Sede só do SENHOR... Procurando ser paz no meio da violência; luz no meio das trevas; amor no meio do ódio; generosidade no meio do egoísmo; graça no meio de tanto pecado!...

Sede só do SENHOR... Procurando cada vez mais difundir a Sua Luz, pela palavra e pelo exemplo, para que aonde quer que fordes brilhe a vossa luz e ela seja vista por todos os homens, para que dêem Glória a DEUS e conheçam o Amor d'ELE.

Sede só do SENHOR... procurando ajudar a SANTÍSSIMA VIRGEM nas Suas Aparições, que são a ÚLTIMA E A ÚNICA TÁBUA DE SALVAÇÃO, que o SENHOR vos concede, ajudando-A a levar as Suas Mensagens a conhecimento de todos; para que assim juntamente com ELA façais triunfar luz sobre as trevas; o amor sobre o ódio; a graça sobre o pecado; a paz sobre a violência...

Se vós, fizerdes tudo isto que vos digo, podereis ter a certeza de que o vosso mundo mudará e será melhor! Se fizerdes tudo quanto o que Eu vos digo, podeis ter a certeza, de que um tempo de paz virá para vós e sereis felizes.

Eu, INÊS, estou junto convosco e vos guardo a todos, sobre o Meu Manto. Prometo em todos os momentos estar perto de vós; se Me chamardes, se viverdes numa perfeita união de vida e de coração Comigo, fazendo com que a vossa vida Me pertença e que ao mesmo tempo fazendo com que Eu faça parte da vossa vida.

Se vós viverdes assim... numa perfeita Consagração a Mim, Eu poderei agir muito nas vossas vidas até levar-vos àquele grau de Amor verdadeiramente abrasado e incendido, ao qual Eu cheguei pelo SENHOR e por MARIA SANTÍSSIMA.

Se vós Me seguirdes pela Estrada do Amor, da Penitência e da Oração; Eu poderei verdadeiramente levar-vos até aquele Lugar, bem ao lado do Meu no Céu; onde vos desejo a todos para lá vos abraçar, vos beijar e amar também por toda a eternidade... E convosco cantar as Glória do SENHOR pelos séculos, dos séculos sem fim!

Se vós Meus filhos fordes, fordes, verdadeiros seguidores dos Meus exemplos, vós então; verdadeiramente, cantareis Comigo a Glória do SENHOR no meio dos SERAFINS.

Amo-vos com amor de irmã, mas também com um certo amor materno; como a Mãe ama a seus filhinhos e por eles dá a própria vida se necessário; assim também, assim também vos amo... Por isso tudo farei... tudo... até que vos veja no Céu ao Meu lado.

Tudo farei e não descansarei enquanto vos tiver junto de Mim, cantando as Glórias do SENHOR na eterna felicidade!

Continuai a rezar todas as Orações que aqui vos foram dadas, porque por meio d’Elas posso quebrar em vós as últimas resistências à Vontade de DEUS; posso purificar-vos das nódoas das vossas misérias. E posso dar-vos a força interior que necessitais, para serdes intrépidos no serviço do SENHOR e para O amardes e À Sua MÃE sem teias...

A todos agora neste momento, Abençôo com Amor..."